Notícia

Anúncio de lingerie é banido no Reino Unido por 'objetificar mulheres'

Marca de roupas íntimas evidenciou apenas o corpo de uma modelo na propaganda

Pose sensual e slogan 'Provoque a estação' levaram à suspensão da propaganda
Pose sensual e slogan 'Provoque a estação' levaram à suspensão da propaganda
Foto: Reprodução/Internet

Um anúncio de uma loja de lingerie foi retirado do ar no Reino Unido por ser considerado uma objetificação das mulheres. A determinação de suspender a propaganda partiu da Advertising Standards Authority (ASA), órgão responsável por fiscalizar o mercado publicitário.

A propaganda da marca Silks traz apenas o corpo de uma mulher usando roupas íntimas e a frase "Provoque a estação" (em tradução livre). Na publicidade, a modelo está inclinada para a frente. O anúncio foi veiculado em dezembro do ano passado.

De acordo com a ASA, a pose da modelo, que evidenciava os seios, combinada com a frase utilizada na campanha eram sexualmente sugestivas e serviam somente para objetificar o corpo da mulher.

" Focando inteiramente no corpo da modelo sem mostrar sua cabela, e no contexto de um pose e uma legenda sexualmente sugestiva, a imagem convidou os espectadores a ver o corpo da mulher como um objeto sexual. Por esses motivos, consideramos que o anúncio objetificou as mulheres e poderia causar uma ofensa grave e generalizada", afirmou a ASA em comunicado.

Além de determinar a suspensão da propaganda, a ASA notificou a empresa, que tem sede em Glasgow, na Escócia, a não adotar mais esse tipo de propaganda.

Ver comentários