Notícia

Bomba é enviada para Robert De Niro, em novo caso de explosivos

Pacotes foram enviados para Barack Obama, Hillary Clinton e outros; ator é conhecido por críticas a presidente

Pacotes foram enviados para Barack Obama, Hillary Clinton e outros; ator é conhecido por críticas a presidente
Pacotes foram enviados para Barack Obama, Hillary Clinton e outros; ator é conhecido por críticas a presidente
Foto: Getty

Um explosivo com destino a Robert De Niro foi encontrado na quinta-feira (25) de manhã na produtora do ator em Manhattan , no mais recente caso de uma série de envios de pacotes-bomba para personalidades e líderes políticos associados ao Partido Democrata que com frequência foram alvos da retórica do presidente Donald Trump.

A equipe de segurança da TriBeCa Productions, a produtora de De Niro, chamou a polícia de Nova York sobre um pacote suspeito. O departamento antibombas efetuou um raio-x no pacote e detectou um explosivo parecido aos enviados para Barack Obama, Hillary Clinton e outros.

Leia também

Investigadores federais, estaduais e locais em Nova York, Washington, Flórida e Los Angeles trabalham no caso, que não provocou nenhum ferimento até agora, mas causou uma onda de medo no país.

A primeira bomba foi encontrada na segunda -feira na casa do bilionário e filantropo George Soros, conhecido por seu apoio a causas progressistas, ao norte de Nova York.

Na quarta-feira, autoridades revelaram que artefatos parecidos foram enviados para diversas pessoas, incluindo Obama, Clinton, o ex-diretor da CIA John Brennan, o ex-procurador geral Eric H. Holder e a rede “CNN”, entre outros.

Ainda não está claro se os dispositivos de fato poderiam ter explodido. Não se sabe tampouco se os envios foram resultado de uma ou mais pessoas.

Na quarta-feira, Trump pediu "união" no país após serem reveladas as bombas. Na manhã desta quinta-feira, no entanto, ele voltou a atacar a imprensa, um de seus alvos preferenciais, atribuindo a ela a responsabilidade pela divisão na sociedade americnaa.

"Uma parte muito grande a raiva que vemos hoje na nossa sociedade é causada por relatos propositalmente falsos e sem precisão da imprensa tradicional, a quem me refiro como 'fake news'. Ela se tornou tão ruim e odiosa que não consigo nem descrever. A imprensa tradicional precisa de um limpeza, RÁPIDO!", escreveu no Twitter.

Trump não citou a bomba enviada para a CNN, uma crítica rotineira de seu governo.

Ver comentários