Notícia

Submarino argentino é encontrado um ano após desaparecimento

Marinha confirmou que embarcação foi detectada a 800 metros de profundidade na região da Patagônia

Imagem não datada fornecida pela Marinha da Argentina mostra o submarino ARA San Juan perto de em Buenos Aires
Imagem não datada fornecida pela Marinha da Argentina mostra o submarino ARA San Juan perto de em Buenos Aires
Foto: Argentina Navy

A Marinha da Argentina confirmou em anúncio pelo Twitter neste sábado (17), que pesquisadores encontraram o submarino ARA San Juan, que desapareceu há um ano com 44 tripulantes a bordo nas águas do Oceano Atlântico. A embarcação foi detectada a 800 metros de profundidade na Península Valdés, na Patagônia argentina.

De acordo com o anúncio, a confirmação foi realizada por um veículo operado por controle remoto da companhia norte-americana Ocean Infinity, contratada para auxiliar nas buscas. A empresa receberá US$ 7,5 milhões pelo achado.

> TV revela última mensagem do submarino antes de desaparecer

O submarino desapareceu no dia 15 de novembro de 2017, quando realizava o percurso entre Ushuaia, no extremo sul da Argentina, e sua base em Mar del Plata.

No último contato com a embarcação, a cerca de 400 quilômetros da costa do país, a tripulação relatou avarias causadas por uma entrada de água pelo sistema de ventilação, que “provocou um curto-circuito e um princípio de incêndio” nas baterias. Horas depois, uma explosão foi detectada pela Marinha.

> Auditoria detecta irregularidades na compra de baterias de submarino 

O navio Seabed Constructor da Ocean Infinity, companhia responsável pelas buscas sem sucesso do avião da Malaysia Airlines desparecido em 2014, iniciou as buscas pelo ARA San Juan no dia 7 de setembro.

O anúncio da descoberta do submarino acontece apenas dois dias depois de as famílias dos tripulantes realizarem um evento em homenagem ao aniversário de um ano do desparecimento. 

Ver comentários