Notícia

Golpe foi derrotado e todos os envolvidos devem se render, diz Maduro

Maduro disse ainda que os perpetradores do movimento para depô-lo do poder, que ele chama de golpe, estão sendo interrogados

O governo de Maduro ainda é apoiado por um grande número de oficiais de alta patente
O governo de Maduro ainda é apoiado por um grande número de oficiais de alta patente
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Arquivo Agência Brasil

O ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou, em pronunciamento à TV estatal na noite desta terça-feira (30), que o líder oposicionista Juan Guaidó foi derrotado. "Nunca nos renderemos às forças imperialistas", disse, em referência aos Estados Unidos, que apoiam o opositor.

Maduro disse ainda que os perpetradores do movimento para depô-lo do poder, que ele chama de golpe, estão sendo interrogados. "Isto não pode ficar impune", disse ele, "todos os envolvidos devem se render".

O ditador também afirmou que seu regime continuará a ser vitorioso. Segundo ele, os atos da oposição foram detectados às 4h15 da madrugada desta terça e liderados por Leopoldo López, a quem chamou de fascista.

Leia também

Enquanto fez seu pronunciamento, Maduro esteve sentado a uma mesa rodeado das principais lideranças militares do país, que foram aplaudidas por sua atuação firme durante os eventos do dia.

O ditador reforçou a lealdade dos militares ao seu regime, em claro contraste com as declarações da oposição de que um grande movimento de deserção estaria em curso.