Notícia

Tiroteio entre tropas e suspeitos de terror mata 15 no Sri Lanka

O enfrentamento ocorreu em Ampara, local de uma das explosões do domingo (21) em hotéis de luxo e igrejas, que mataram mais de 250 pessoas

Atentado em igrejas no Sri Lanka
Atentado em igrejas no Sri Lanka
Foto: Twitter | @LucaxLunardi | Arquivo

Um tiroteio entre tropas do governo do Sri Lanka e supostos terroristas islâmicos deixou ao menos 15 mortos, entre as quais seis crianças, na noite de sexta-feira (26).

O enfrentamento ocorreu em Ampara, ao sul da cidade de Batticaloa, local de uma das explosões do domingo de Páscoa (21) em hotéis de luxo e igrejas, que mataram mais de 250 pessoas e se tornaram o mais violento ataque no país desde o fim da guerra civil, há dez anos.

Leia também

A polícia e os militares haviam dito inicialmente que quatro homens armados e um civil foram mortos no tiroteio. No entanto, na manhã de sábado (27), 15 corpos foram encontrados durante as operações de limpeza do local, um suposto esconderijo de integrantes do Estado Islâmico.

De acordo com um porta-voz militar, a troca de tiros começou quando as tropas foram recebidas com disparos e explosões ao chegarem ao local que seria o esconderijo.

Materiais explosivos e roupas com o símbolo do Estados Islâmico foram achados após o combate. A polícia informou que está rastreando 140 pessoas suspeitas de ter vínculos com o EI no país.

Segundo as autoridades, ao menos 76 pessoas já foram detidas, incluindo cidadãos da Síria e do Egito. Vinte foram presos apenas nas últimas 24 horas.

Em uma outra operação em uma mesquita da capital, Colombo, um suspeito foi preso e uma coleção de 40 espadas e facas foi encontrada debaixo da cama de um clérigo.