Notícia

Moradores de rua ocupam obra de UPA abandonada em Linhares

Mais de 10 famílias vivem no local atualmente

Moradores de rua ocupam obra de UPA abandonada em Linhares
Moradores de rua ocupam obra de UPA abandonada em Linhares
Foto: Reprodução/TV Gazeta

A obra da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Linhares, no bairro Shell, abandonada há seis anos, se tornou moradia para moradores de rua. Mais de 10 famílias vivem no local atualmente. Mas essa ocupação tem deixado a vizinhança apreensiva.

"Já vi pessoas brigando, agredindo fisicamente na frente de casa. À noite, eles ficam soltando rojão, a noite toda às vezes aqui na rua. Então, isso deixa a gente bem amedrontada porque a gente não se sente segura em chegar e abrir a garagem para entrar em casa", afirmou uma moradora, que pediu para não ser identificada.

Os moradores de rua levantaram vários barracões sobre o chão de terra batida. Eles dizem que estão no local pois não têm para onde ir. "Nós estamos necessitados de morar aqui. Não temos lugar de morar. Nós moramos na rua", explicou Luiz Antônio Bonifácio, que está desempregado.

O catador João dos Santos também se instalou no terreno da UPA. Ele disse que, até o final do ano passado, trabalhava e pagava aluguel, mas perdeu o emprego e precisou procurar um teto. O que ele deseja é ter uma casa. "O que nós queríamos mesmo é uma casa, um lar, para não precisar de morar numa situação dessa", disse João.

Para o comerciante Wederson Garcia, o município deveria ajudar esses moradores. "Eu não tenho nada contra os moradores. Eu acho que eles vivem numa condição indigna. Acho que a prefeitura deveria olhar mais o lado deles junto com a Assistência Social e tentar resolver o problema dessas famílias".

ABANDONO

A obra da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Linhares foi orçada em R$ 2,9 milhões e deveria ter sido entregue em 2012.

"Dinheiro nosso que está sendo jogado no lixo. Foi prometida a obra faz tempo para desafogar o Hospital Geral de Linhares (HGL). No entanto, houve promessas e, até hoje, nada", reclamou a moradora Ivânia Soneguetti.

PREFEITURA

Sobre a obra, a Prefeitura de Linhares informou que a licitação já foi feita e as obras devem ser iniciadas ainda no primeiro semestre deste ano. Já a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) disse que repassou R$ 2 milhões para a Prefeitura de Linhares, responsável pela execução do projeto.

Sobre os moradores de rua, a Prefeitura de Linhares disse que a secretaria de Assistência Social monitora as pessoas que utilizam o espaço como abrigo e que não há no local nenhuma família que se enquadre no perfil do aluguel social. Essas pessoas serão direcionadas a programas sociais do Cras e os filhos são atendidos em abrigos da cidade.

Com informações de Kaio Henrique

Ver comentários