Notícia

Manifestantes fazem ato em apoio a caminhoneiros em Colatina

A concentração do movimento aconteceu próximo à Praça do Sol Poente, no bairro Esplanada, por volta de 17h30

Carreta dos caminhoneiros reuniu cerca de 300 pessoas em Colatina
Carreta dos caminhoneiros reuniu cerca de 300 pessoas em Colatina
Foto: Brunela Alves

A carreata de caminhoneiros e apoiadores do movimento de paralisação dos motoristas reuniu cerca de 300 pessoas e 80 veículos na tarde desta segunda-feira (28) em Colatina, região Noroeste do Estado, segundo estimativa da Polícia Militar.

A concentração do movimento aconteceu próximo à Praça do Sol Poente, no bairro Esplanada, por volta de 17h30. O comboio de caminhões, carros de passeio, moto e bicicletas, passou pelo Centro da cidade e percorreu alguns bairros até chegar ao distrito de Barbados, onde os manifestantes encerraram a manifestação cantando o Hino Nacional. Quatro viaturas da Polícia Militar acompanharam toda a movimentação.

Um dos organizadores do movimento, Sérgio Luiz Ribeiro, disse que o manifesto dos caminhoneiros não tem data para terminar.

Carreta dos caminhoneiros reuniu cerca de 300 pessoas em Colatina
Carreta dos caminhoneiros reuniu cerca de 300 pessoas em Colatina
Foto: Brunela Alves

"A carretada de hoje é um movimento pacífico para chamar a atenção. Nós estamos nessa luta desde a terça-feira contra o preço abusivo do combustível, os reajustes diários e aumento de pedágio. Estamos tendo o apoio dos populares e não temos um dia certo para o movimento acabar", disse.

O autônomo Elienai Nunes, 29 anos, disse que o ato é de toda a população. "Hoje o ato é da população que não está aguentando mais. Precisamos reduzir os impostos e acabar com a roubalheira".

O comerciante e membro do grupo de ciclistas Claudio Júnior, disse que os colegas vieram prestar apoio ao movimento. "Viemos apoiá-los, porque o movimento é nosso também. Esperamos que não seja em vão, que haja mudanças", disse.

Ver comentários