Notícia

Obra em estrada que liga Conceição da Barra a Itaúnas começa na segunda

Via também terá duas ciclovias, mas só ficará pronta em 2020, de acordo com previsão do Governo do Estado

Atualmente parte da rodovia ES 010 é de estrada de chão
Atualmente parte da rodovia ES 010 é de estrada de chão
Foto: Divulgação/DER

Até março de 2020 o Governo do Estado planeja ter mais de 20 quilômetros da rodovia ES 010 asfaltados, entre Itaúnas e Conceição da Barra. A ordem de serviço para as obras foi assinada neste sábado (30), prevendo um gasto de aproximadamente R$ 42 milhões e um prazo de 20 meses para conclusão dos trabalhos, que devem começar nesta segunda (2). A ideia é deixar o trecho pavimentado até o entroncamento da via com a ES 421. 

De acordo com o Departamento de Estradas e Rodagem (DER-ES), ao todo, serão asfaltados exatamente 20,6 quilômetros da rodovia, que terá duas pistas com 3,5 metros de largura e 1,5 metro de acostamento. O projeto também contempla a construção de duas ciclovias, sendo uma na chegada de Itaúnas, com extensão de três quilômetros, e outra com cinco quilômetros de extensão, próximo ao entroncamento com a ES 421.

O DER informou que em alguns pontos da via, onde a velocidade é mais reduzida, a pista será de bloquete de concreto. Além disso, serão construídos seis pontos de ônibus com abrigos, faixa multiuso em trechos de maior movimentação e quatro pontes de vigas metálicas e concreto, com passagem para dois veículos, substituindo as atuais, construídas em madeiras.

Leia também

“É uma ação importante para Conceição da Barra e Itaúnas. Com este investimento, queremos fortalecer o turismo, que gera emprego, renda e oportunidades. É uma obra sonhada que se tornou uma intervenção convergente com investimentos que superam R$ 40 milhões”, afirmou o governador Paulo Hartung, durante a cerimônia de assinatura da ordem. Junto dele, estavam o diretor-geral do DER-ES, Enio Bergoli, o secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop), Paulo Ruy Carnelli, e autoridades locais e municipais.

PEDIDO ANTIGO

A pavimentação é um pedido antigo da comunidade e cercado de muita polêmica. Há quase dez anos, houve um plebiscito na cidade que aprovou a implantação do asfaltamento no acesso à vila de Itaúnas, mas parte da comunidade defendia que o local não deveria perder a característica bucólica, preservando as características dos acessos. No entanto, essa mesma pesquisa mostrou que a maior parte da população era a favor da pavimentação. Em 2013 a rodovia começou a ser pavimentada, mas a empresa que venceu a licitação não conseguiu dar continuidade às obras.

MEIO AMBIENTE

O Governo do Estado informou que 10% dos cerca de R$ 42 milhões da obra serão investidos no meio ambiente. Serão plantadas 5 mil mudas de espécies nativas da Mata Atlântica para reflorestar parte da região. Outra providência é a construção de 16 passagens de fauna, sendo quatro aéreas e 12 subterrâneas, o que serve para facilitar o trânsito de animais entre os lados da rodovia e evitando o perigo de serem atropelados na pista.

“Não temos dúvidas que essa obra trará mais segurança aos usuários da rodovia, principalmente aos turistas que seguem em direção às praias e dunas. A rodovia dará mais impulso ao desenvolvimento da região, sem perder as características tradicionais do local, tanto que em alguns trechos será mantida a pavimentação em bloquetes”, defendeu Enio Bergoli.

Ver comentários