Notícia

Amigos que sumiram no Rio Doce são encontrados mortos

Dos três jovens levados pela correnteza, dois foram encontrados sem vida, nesta terça-feira; Rafael de Souza Machado, de 22 anos, permanece desaparecido

O Corpo de Bombeiros retomou as buscas na manhã desta terça-feira (14)
O Corpo de Bombeiros retomou as buscas na manhã desta terça-feira (14)
Foto: Jackson Veríssimo

Os corpos de dois dos três jovens que estavam desaparecidos no Rio Doce foram encontrados na manhã desta terça-feira (14), em Aimorés, Minas Gerais. As informações foram confirmadas pelo Corpo de Bombeiros de Resplendor (MG). 

Foram localizados os corpos de Alexandre Ferreira Moreira, 18 anos e o colega Luiz Davi Andrade Silva, de 18 anos. Eles foram retirados pelos bombeiros próximo a uma queda d'água do Rio Doce. Já o terceiro rapaz, identificado como Rafael de Souza Machado, de 22 anos, ainda não foi encontrado.

Alexandre era aluno do 3º ano do Curso Técnico em Zootecnia do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), do Campus de Itapina, em Colatina.

Leia também

Os três jovens desapareceram no final da tarde de domingo (12), depois de serem arrastados pela correnteza no Rio Doce, a sete quilômetros de Baixo Guandu, região Noroeste do Espírito Santo. As buscas pelos jovens começaram por volta das 8 horas de segunda-feira (13) e foram retomadas na manhã desta terça (14).

A PM de Aimorés chegou a informar que Alexandre conseguiu ligar através do celular para um amigo e que estaria preso em uma ilha do Rio Doce. Posteriormente foi confirmado que, na verdade, não foi uma ligação, e sim um áudio que teria sido enviado pelo rapaz antes do desaparecimento e que, por falta de internet, só chegou horas depois.

Pela morte do estudante Alexandre, o Ifes de Itapina informou que as atividades letivas e administrativas estarão suspensas nesta quarta-feira (15). 

 

 

Ver comentários