Notícia

Câmara de Jaguaré é a que mais gasta com diárias no Espírito Santo

Nos últimos dois anos, despesas dos vereadores ultrapassaram R$ 870 mil

Câmara Municipal de Jaguaré
Câmara Municipal de Jaguaré
Foto: Câmara Municipal de Jaguaré

Pelo segundo ano consecutivo, a Câmara de Jaguaré, cidade que fica no Norte do Estado, foi a que mais gastou com diárias em todo o Espírito Santo. De acordo com o Portal da Transparência, os vereadores utilizaram R$ 364.502,21 para cobrir despesas com passagens, alimentação e hospedagens durante o ano passado.

Somente em abril, mês mais custoso à Casa, foram gastos R$ 65.167,52. Cinco vereadores, incluindo o atual presidente da Câmara, Aloisio Cetto (DEM), gastaram, cada um, R$ 6.521,88 em seis diárias para participar do 15º Simpósio Brasileiro de Capacitação de Agentes Públicos. Esta mesma quantia também foi gasta mais 22 vezes ao longo de 2018.

Leia também

Para moradores de Jaguaré, essa quantia deveria ser usada para fazer melhorias na própria cidade. "É um número muito absurdo, que poderia ser investido em outras áreas que têm bastante carência", avaliou o entregador Paulo Júnior. Atendente de farmácia, Marcelo Mendes concorda. "Poderia usar esse dinheiro para melhorar a vida de muita gente daqui, em vez de infelizmente gastar com diárias", disse.

Apesar de o valor superior a R$ 300 mil ter sido suficiente para colocar a Câmara de Jaguaré como a que mais teve despesas deste tipo no ano passado no Espírito Santo, ele é menor que o de 2017, quando os 11 vereadores chegaram a gastar R$ 507.545,31.

SERVIDORA APOSENTADA

Entre os dias 5 e 8 de junho de 2018, a então servidora Creuza Maria Bissoli Melo participou de um curso sobre improbidade administrativa e capacitação para assessores, que custou à Casa mais de R$ 6 mil. A servidora se aposentou cerca de três meses depois, em setembro.

O atual presidente da Câmara, Aloisio Cetto, não quis comentar os gastos. "Eu não posso falar a respeito, pois eu ainda não estava com a caneta na minha mão nesse período."

CÂMARA

A Câmara de Jaguaré não considera a despesa de 2018 com diárias alta. "Este é o valor existente na dotação orçamentária e que não pode ser revertido em outro suplemento, a princípio", afirmou por meio de nota. Apesar disso, o Legislativo municipal disse que "no novo Orçamento houve uma diminuição superficial em relação à ficha com diárias, justamente pela razão do formato da política hoje ser outra".

A Casa também garantiu que o investimento na qualificação dos vereadores é benéfico à população. "A capacitação permite que o parlamentar adquira conhecimento específico para a elaboração mais eficiente das suas proposições e demais atividades legislativas. Além do mais, dos 11 vereadores que compõem essa Casa de Leis, oito estão no primeiro mandato, o que justifica a necessidade das capacitações", justificou.

Ver comentários