Notícia

Câmara de Linhares gastou R$ 356 mil com despesas de viagens em 2018

Gasto da Câmara de Linhares com diárias e passagens aumentou 42% entre 2017 e 2018

Câmara de Vereadores de Linhares
Câmara de Vereadores de Linhares
Foto: Reprodução/TV Gazeta

O gasto da Câmara de Linhares com diárias e passagens para vereadores e servidores aumentou 42% entre 2017 e 2018. No ano passado, o Legislativo, que possui 13 vereadores, desembolsou R$ 356.678,90 com despesas relacionadas a viagens. Separadamente, foram R$ 298.800,00 com hospedagens; e mais R$ 57.878,90 com passagens aéreas. No ano retrasado, o gasto total com estas despesas somou R$ 209.357,65.

Durante o último mês de abril, a Casa gastou R$ 60.250,00, sendo que mais da metade deste valor (R$ 33.250,00) foi destinado a sete vereadores. Segundo consta no Portal da Transparência, a quantia serviu para "cobrir despesas com viagem fora do Estado". Entre os vereadores, os que mais fizeram uso da verba foram: Ricardo Bonomo Vasconcelos (SD), com valor de R$ 27.950; Jean Virgílio Acácio de Menezes (PRB),  R$ 24.700; e Tobias Santos Cometti (PSDC), R$ 20.850.

Leia também

O valor total gasto pela Câmara de Linhares em 2018 representa cerca de 389 vezes mais que a quantia gasta pela Câmara de Vitória, durante o mesmo período. No ano passado, vereadores e servidores da Capital capixaba usaram R$ 915,00 para cobrir gastos com diárias e passagens. O Legislativo de Vitória tem mais vereadores que o de Linhares, são 15.

CÂMARA

Em nota, a Câmara de Linhares afirmou que o valor gasto com diárias representa apenas 1,8% do Orçamento para 2018 e que devolveu ao Executivo R$ 1 milhão para investimentos nas áreas de saúde e segurança – mais que o dobro de 2017, quando os cofres públicos receberam de volta quase R$ 500 mil. A Casa também garantiu que reduziu o valor das diárias e delimitou o número de viagens por servidor a partir deste ano.

Ainda segundo o Legislativo municipal, a desvantagem no comparativo com Vitória se deve aos órgãos oficiais do Estado e do governo se localizarem na Capital. "É importante considerar que não há a necessidade de deslocamentos em viagem e diárias para um vereador de Vitória que necessite ir até a Assembleia, por exemplo. Comparando com os municípios da nossa região, os gastos foram relativamente proporcionais."