Notícia

Erro em documento faz família viver drama para liberar corpo de idosa no ES

Demora aconteceu por causa de divergência no sobrenome; liberação acontecerá neste domingo

Em 2015, Maria Rita de Jesus comemora aniversário de 67 anos ao lado da família
Em 2015, Maria Rita de Jesus comemora aniversário de 67 anos ao lado da família
Foto: Arquivo pessoal

Não bastasse todo o sofrimento causado pela morte, familiares de Maria Rita de Jesus, de 71 anos, viveram também um drama para liberar o corpo, que se encontrava no Serviço de Verificação de Óbito (SVO), em Vitória, desde o último dia 2 de fevereiro. A idosa faleceu de causas naturais no primeiro dia deste mês, mas a liberação aconteceu apenas por volta das 11h30 deste sábado (9).

A demora aconteceu devido a uma divergência de sobrenomes em documentos, já que nas certidões de nascimento dos filhos consta o nome Maria Rita Pereira. Segundo alegam eles, no momento dos registros alguém deve ter trocado sem querer o sobrenome materno pelo paterno dela. Ou seja, “de Jesus” por “Pereira”.

Nas duas primeiras tentativas de liberar o corpo e esclarecer o equívoco à Justiça, a família teve os pedidos negados em decisões assinadas no sábado (2) e na segunda-feira (4). Dois dias depois, foi anexada ao processo a certidão de nascimento da filha Marinete Vieira Lima, na qual constam os nomes dos avós maternos – os mesmos que aparecem como filiação de Maria Rita.

Baseado em tal documento e na “boa-fé”, um juiz da Serra autorizou, na forma de tutela de urgência, a necrópsia, a liberação, o registro de óbito e o sepultamento do corpo. Durante o parecer, no entanto, ele ressalta que não há provas de que Jailton Vieira Lima, filho que abriu o requerimento, seja de fato parente de Maria Rita de Jesus.

Por causa da falta de correspondência nos documentos e da idosa ter falecido em São Mateus, no Norte do Estado, a Justiça da cidade em que ocorreu o óbito ainda poderá rever o processo e, portanto, esta última decisão, tomada nesta sexta-feira (8). A liberação do corpo, no entanto, já é um alívio para a família.

De acordo com Romildo Vieira Lima, um dos filhos de Maria Rita, os irmãos Jailton e Marinete estão em Vitória para acompanhar o translado da idosa a Conceição da Barra, cidade em que ela morava, no Norte do Estado, neste domingo (10). O enterro está previsto para acontecer às 9h em um cemitério no bairro Santana.

Ver comentários