Notícia

Empresária morre com suspeita de dengue hemorrágica em Barra de São Francisco

Prefeitura não conseguiu confirmar causa da morte; Maria José Nogueira faleceu no final de maio

Aedes Aegypti: mosquito transmissor da dengue.
Aedes Aegypti: mosquito transmissor da dengue.
Foto: Pixabay

Nesta terça-feira (11), a Prefeitura de Barra de São Francisco divulgou uma nota sobre o falecimento de Maria José Tomas do Carmo, ocorrido no último dia 29 de maio, com suspeita de dengue hemorrágica. O resultado do exame realizado pelo Laboratório Central (Lacen) em Vitória, porém, não conseguiu confirmar a causa da morte.

De acordo com o texto, o corpo da empresária deveria ter sido encaminhado para o Serviço de Verificação de Óbito (SVO) logo após ser constada a morte, o que não teria acontecido. O laudo assinado pela médica plantonista do hospital particular no qual ela foi internada, na quarta-feira (29), no entanto, aponta o quadro de dengue hemorrágica.

Leia também

No final do ano passado, Maria José havia contraído a doença pela primeira vez. “No dia anterior à morte, nós fomos a um laboratório que confirmou que ela estava novamente com dengue. Na quarta-feira, ela ficou em observação e foi liberada; mas, mais tarde, ela passou mal de novo e eu a levei para o hospital. Logo depois ela faleceu”, contou o marido Elias Dias do Carmo.

PREOCUPAÇÃO CONTINUA

Depois de perder Maria José por causa da dengue, a preocupação da família é grande, principalmente em relação às crianças. “Sempre cuidamos muito para não passar por isso. Infelizmente, tudo que fizemos não foi suficiente. Hoje, fico muito preocupado por causa dos meus netos, que são bem novinhos”, disse Elias.

Ao Gazeta Online, ele também comentou que os devidos cuidados para evitar focos do mosquito transmissor da dengue dentro da casa dele foram tomados. “Nós sempre usamos repelentes, tanto no corpo, quanto na casa. Além de usar cloro em ralos e não deixar acumular água parada”, contou. “Mas é necessário que todos façam isso também”, concluiu.

O QUE DIZ O MUNICÍPIO

Por meio de nota, a Prefeitura de Barra de São Francisco informou que as atividades para combater a proliferação do mosquito Aedes aegypti continuam intensificadas e que agentes do município trabalham para evitar e destruir criadouros do transmissor. Ações educativas também estão sendo feitas na cidade.

Por meio do Departamento de Vigilância em Saúde e após a realização do exame de isolamento viral, a Prefeitura de Barra de São Francisco também divulgou que no município foi constatado apenas o tipo 2 da dengue. Até esta terça-feira (11), o município já tem 815 notificações e 28 casos confirmados da doença.

Ver comentários