Notícia

Marilândia faz tapete de 1000 metros para celebrar Corpus Christi

Confira a beleza dos tapetes também em Colatina e em outros municípios das regiões Norte e Noroeste do Estado

Com tapetes e celebrações religiosas, Marilândia comemora feriado de Corpus Christi
Com tapetes e celebrações religiosas, Marilândia comemora feriado de Corpus Christi
Foto: Larissa Avilez

Aproximadamente 4 toneladas de calcita, um tipo de minério, em forma de pequenas pedras, foram usados para confeccionar um quilômetro dos tradicionais tapetes de Corpus Christi, em Marilândia, no Noroeste do Estado. Para formar os desenhos e deixá-los prontos à mostra para a população, nesta quinta-feira (20), foi necessário o esforço de cerca de 2 mil pessoas.

Nascida em Minas Gerais, mas com raízes fincadas na cidade capixaba há décadas, a costureira Clarice do Carmo foi uma das que ajudou a montar os tapetes. "Vim ontem, logo depois do trabalho, por volta das 18h30", contou. "Todo mundo estava muito animado por ajudar. É um dia em que a gente vira artista”, continuou.

Com tapetes e celebrações religiosas, Marilândia comemora feriado de Corpus Christi
Com tapetes e celebrações religiosas, Marilândia comemora feriado de Corpus Christi
Foto: Larissa Avilez

Para que a arte pudesse ser feita, o trânsito na Avenida Dom Bosco, no centro da cidade, foi interditado às 16h30 de quarta-feira (19). A rampa que dá acesso à Igreja Matriz de Marilândia também recebeu os desenhos; mas, neste caso, o tapete já estava pronto desde o início da madrugada.

Além das toneladas de pedrinhas, também foram reaproveitados materiais recicláveis como tampinhas de garrafa PET, embalagens plásticas de ovos, cápsulas de café, garrafas de vidro, retalhos de tecido e jornais. A devoção a Jesus Cristo era tema da maior parte dos painéis, mas vários também remetiam a temas como família, educação e natureza.

Junto do marido e do filho de apenas um ano, a técnica em enfermagem Bruna Brunoro Nalli viajou 50 minutos para ver, mais uma vez, os tapetes. "Moramos em Governador Lindenberg e resolvemos vir hoje para cá ver essa arte que não víamos há sete anos. Está tudo muito lindo, com vários temas importantes. Valeu ter pego a estrada”, disse.

Para que as celebrações deste feriado cristão aconteçam sem problemas, a preparação inicia muito antes. "Nós começamos a pensar em Corpus Christi há uns três meses. Nos últimos 30 dias, o trabalho é mais focado”, revelou Lurdes Luci, uma das integrantes da comissão organizadora, que conta com mais 14 pessoas.

Com tapetes e celebrações religiosas, Marilândia comemora feriado de Corpus Christi
Com tapetes e celebrações religiosas, Marilândia comemora feriado de Corpus Christi
Foto: Larissa Avilez

Com todos os lugares ocupados e pessoas de pé, a missa para celebrar a eucaristia na Igreja Matriz começou pouco após as 9h desta quinta-feira (20). No lado de fora, uma exposição fotográfica mostra registros da devoção de fiéis no local. Para finalizar as celebrações em Marilândia, uma procissão está programada para acontecer às 16h.

VEJA FOTOS

O FERIADO CATÓLICO EM COLATINA

A partir deste ano, cada paróquia de Colatina ficará responsável por confeccionar o próprio tapete de Corpus Christi. Então, além da tradicional obra de arte, de aproximadamente 370 metros, que toma um dos sentidos da Avenida Getúlio Vargas, principal via do Centro, há também outras espalhadas pela cidade.

Sob a Paróquia Santa Clara, o bairro IBC, por exemplo, recebeu o tapete pela primeira vez e usou até forminhas de docinhos de festa para formar as figuras cristãs. A faxineira Irani Martins passou boa parte da tarde na calçada, ao lado dos painéis. “Foi muito lindo ver toda a comunidade trabalhando junto. O resultado ficou maravilhoso”, comentou.

Já o tapete feito no bairro Honório Fraga se estendia por um quarteirão e dava a volta na Igreja Matriz Nossa Senhora Penha. Majoritariamente feito com cascas de café e em tons terrosos, o tapete local também utilizou CDs, pratos descartáveis, papel e tampinha de garrafa PET. O bairro de Vila Lenira também recebeu tapetes.

A IMPORTÂNCIA DO CORPUS CHRISTI

Responsável pela Catedral de Colatina, o Padre Valdeci explicou o significado desta data importante do calendário católico. “Hoje é quando acontece o culto público a Corpus Christi e mostramos que Deus caminha conosco, no presente. É quando celebramos a eucaristia e o Jesus Cristo vivo”, disse.

VEJA FOTOS

AS COMEMORAÇÕES PELO RESTANTE DO NOROESTE DO ES

De acordo com a Diocese de Colatina, outras dez cidades do Noroeste do Estado também comemoraram o feriado católico desta quinta-feira (20). Em diversas paróquias, houve missas e procissões para celebrar a eucaristia e representar a procissão do corpo de Jesus Cristo. Além, é claro, da confecção dos tapetes.

Em Baixo Guandu, por exemplo, os painéis se estenderam por 600 metros da Avenida Carlos de Medeiros, no centro da cidade. Já em Alto Rio Novo, mais de 300 pessoas ajudaram a Paróquia de São José a fazer os desenhos ao longo da Rua José Marques, mantendo viva a tradição que já dura mais de dez anos.

Para colorir os logradouros da cidade, os valerienses trabalharam durante toda a madrugada, em três ruas próximas à Igreja Católica do centro do município. Por lá, a procissão sobre os tapetes aconteceu já às 8h desta quinta-feira (20). Para fechar as celebrações de Corpus Christi, as cidades de São Domingos do Norte, Itarana e Água Doce do Norte também fizeram os painéis.

CORPUS CHRISTI PELO NORTE DO ESTADO

Na cidade de Aracruz, a fé cristã e a eucaristia foram representadas pelos desenhos e pelas mensagens de um tapete de mais de 500 metros que contornava a praça em frente à Igreja Matriz. Para que tudo estivesse pronto nesta quinta-feira (20), 450 pessoas participaram da confecção, que durou mais de 20h.

Em Linhares, a força-tarefa foi um pouco maior: 600 pessoas para fazer um tapete de 600 metros – e que serviu para ligar as Igrejas de São José à de Nossa Senhora Aparecida, localizadas nos bairros de São José e Boa Vista, respectivamente. Em Jaguaré, a confecção dos tapetes de Corpus Christi também aconteceu e levou 6h.

Ver comentários