Notícia

Moradora de Nova Venécia morre com suspeita de dengue hemorrágica

Luciene Ribeiro morreu na última sexta-feira (21); exame ainda vai confirmar a causa da morte

O resultado que irá confirmar a causa do óbito deve ficar pronto nos próximos 15 dias
O resultado que irá confirmar a causa do óbito deve ficar pronto nos próximos 15 dias
Foto: Arquivo

A cidade de Nova Venécia, localizada na Região Noroeste do Estado, pode ter confirmada a primeira morte por dengue hemorrágica deste ano, já que a moradora Luciene Ribeiro, de 43 anos, faleceu na última sexta-feira (21), com suspeita da doença. O resultado que irá confirmar a causa do óbito deve ficar pronto nos próximos 15 dias.

Cobradora de ônibus, Luciene era bastante conhecida na cidade; e a morte dela serviu para alertar a população em relação à dengue. “O nosso município é pequeno, tem em torno de 50 mil habitantes, a maioria a conhecia e isso causou um grande impacto”, comentou o Secretário de Saúde de Nova Venécia, André Fagundes.

Apesar de morar na cidade, Luciene faleceu em um hospital particular de São Mateus, município vizinho, localizado no Norte do Espírito Santo. Antes de ser reencaminhada, ela procurou uma unidade de saúde de Nova Venécia e também chegou a passar por um hospital particular, localizado no bairro Beira Rio.

A SITUAÇÃO DO MUNICÍPIO

Do início deste ano até a última sexta-feira (21), Nova Venécia já registrou 238 notificações de dengue, número 45% maior que o registrado no mesmo período do ano passado. Desses possíveis casos, 50 foram confirmados – valor que também é superior ao de 2018, quando houve oito incidências a menos.

Leia também

Apesar do inverno já ter começado, o cenário da cidade preocupa. “Só nos últimos 15 dias, Nova Venécia registrou 60 notificações e nove casos de dengue. Tudo isso em um período sazonal em que esperávamos diminuir esses números. Não tem uma explicação certa para isso. É um problema que atinge todo o sudeste do Brasil”, analisou Fagundes.

PREVENÇÃO E COMBATE NECESSÁRIOS

De acordo com o Secretário de Saúde, a Prefeitura de Nova Venécia realiza combate químico, ações educativas e vistorias para combater a proliferação do mosquito Aedes aegypt, responsável pela transmissão do vírus da dengue, mas que aproximadamente 85% dos focos estão dentro das residências.

Ver comentários