Notícia

Uma pessoa morre com suspeita de dengue hemorrágica em Aracruz

Só neste ano, 1.402 casos de dengue foram notificados e 227 confirmados no município

Aracruz neste ano registrou um aumento de 30% nos casos, se comparado ao mesmo período do ano passado
Aracruz neste ano registrou um aumento de 30% nos casos, se comparado ao mesmo período do ano passado
Foto: Pixabay

Uma pessoa morreu com suspeita de dengue hemorrágica na cidade de Aracruz, no Norte do Estado. O laudo que vai apontar a causa da morte ainda não foi divulgado, mas só neste ano mais de 1.400 casos de dengue foram notificados, sendo 227 posteriormente confirmados.

Esses registros revelam um aumento de 30% nos casos, se comparado ao mesmo período do ano passado. A gerente de Vigilância em Saúde de Aracruz, Valquíria Scarpati, explicou que a morte ainda está sendo investigada. “Está sob investigação e é o único caso que nós tivemos com suspeita de dengue hemorrágica evoluindo a óbito. A gente está aguardando posicionamento do Estado para confirmar se foi dengue ou não. Até o momento é apenas uma suspeita, não há nada confirmado”, ressaltou.

No município, os agentes de combate à endemias fazem visitas regulares às residências com o objetivo de eliminar os focos da doença. Entretanto, com os altos registros de casos de dengue na cidade, falta o inseticida, utilizado pelos carros fumacê.

“Os municípios receberam uma nota do Ministério da Saúde informando que no lote deste inseticida houve uma alteração na fabricação dele, e com isso, a Anvisa suspendeu todos esses lotes, o que impediu do Ministério está enviando para o Estado e o Estado está enviando para os municípios. Então o fumacê é de responsabilidade do Estado, mas para o Estado liberar para os municípios, eles precisam desse inseticida”, explica Valquíria.

DENGUE NO ES

De acordo com informações da Secretaria Estadual de Saúde, em todo o Espírito Santo foram registrados 45.195 casos de dengue até o último dia 13 de junho. Desse total, 20 mortes foram confirmadas.

 

 

Ver comentários