Notícia

"Achei que fosse um bicho de pelúcia", diz mulher que viu onça no ES

Primeira a ver o animal na residência, Luzia Vieira de Souza chamou a amiga, sem saber direito o que era

Onça-parda foi encontrada no quintal de uma casa em Baixo Guandu, no Noroeste do ES
Onça-parda foi encontrada no quintal de uma casa em Baixo Guandu, no Noroeste do ES
Foto: Reprodução | TV Gazeta Noroeste

Sabe aquele dito popular que diz: “só acredito vendo com os meus próprios olhos”? Pois bem… Mesmo assim, a faxineira Luzia Vieira de Souza, de 52 anos, demorou a crer no que estava bem diante dela: uma onça-parda. O felino invadiu o quintal da casa onde ela tinha passado a noite, em Baixo Guandu, no comecinho desta sexta-feira (23).

 > Onça que apareceu em casa é levada de helicóptero para Sooretama

A residência, localizada no bairro Valparaíso, é da amiga Elizabete Celiveres, de 49 anos, que foi chamada para confirmar o que ela estava vendo. Entre risos – de desespero, é claro – as duas contaram como foi receber essa visita, no mínimo inusitada, e todos os pensamentos, que podem parecer improváveis, que passaram pelas cabeças delas.

Luzia Vieira de Souza, de 52 anos, foi a primeira a ver a onça no quintal da casa

Quando você viu a onça, Luzia?

Eu abri a janela para pegar a toalha e vi que tinha um bicho no fundo do quintal. Fiquei impressionada! Ela me deu uma encarada, eu dei uma encarada nela e fiquei pensando “será que é um bicho mesmo ou é um brinquedo das crianças? ” Achei que fosse um bicho de pelúcia. Aí vi que ela mexeu a orelha, mas achei que era impressão minha. Ai ela mexeu de novo e eu pensei “isso não é normal!” Foi nesse momento que chamei a Bete.

E você, Bete, como foi descobrir a onça?

Ah!! Quase tive um ataque, né? De tanto medo! Porque eu levanto cedo todo dia para fazer o café para o meu netinho ir para a escola e já tinha aberto as janelas e as portas da casa, como sempre. Aí ela me chamou “vem ver o que tem aqui, que coisa estranha! Parece um gato, mas a cabeça é muito grande!”

Elizabete Celiveres, de 49 anos, é dona da casa onde a onça se abrigou

E quando você viu o animal, o que você fez?

Quando eu olhei pra ela e ela me olhou, eu comecei a gritar, a chorar, a trancar a casa toda… Coloquei até um tanquinho de roupa em frente à porta (como barricada) para impedir que ela arrombasse e pegasse a gente aqui dentro de casa. Comecei a me desesperar, mesmo! Ligava para um, ligava para outro, liguei para a polícia…

Antes disso você não tinha percebido nada?

Olha, enquanto eu fazia o café eu até ouvi um barulho nos pés de árvore do quintal. Cheguei até a olhar, mas achei que era a gata do vizinho tentando pegar algum passarinho e continuei na pia.

E vocês já tinham imaginado passar por isso?

Leia também

Luzia: Nunca! Quando eu ia imaginar que veria uma onça? Ainda mais no quintal? Logo aqui que não tem mato nenhum.

Bete: Não dá pra acreditar nem agora! Eu tomei até remédio com medo de passar mal. Estou gelada até agora!

Ver comentários