Notícia

Após 18 anos, morador de rua reencontra a família no ES

Francisco José, de 55 anos, vivia pelas ruas de Linhares e, após ajuda da equipe de Assistência Social da prefeitura, conseguiu localizar a família que mora no Ceará

Francisco José, de 55 anos, vivia pelas ruas de Linhares e após ajuda conseguiu localizar a família que mora no Ceará
Francisco José, de 55 anos, vivia pelas ruas de Linhares e após ajuda conseguiu localizar a família que mora no Ceará
Foto: Felipe Tozatto/Prefeitura de Linhares

Uma história com final feliz! Após 18 anos vivendo em situação de rua, no município de Linhares, no Norte do Espírito Santo, Francisco José de Souza Sampaio, de 55 anos, finalmente reencontrou a família que reside na cidade de Quixeramobim, interior do Ceará. O encontro com o irmão caçula aconteceu no Aeroporto de Vitória, na tarde desta terça-feira (6).

Francisco foi encontrado pela equipe de Assistência Social da Prefeitura de Linhares na comunidade de Córrego Piabanha, localizada na Zona rural. Ele dormia embaixo de uma árvore e recebia ajuda de um morador da região. Francisco foi convidado para ser atendido pela Casa de Acolhida da cidade. Lá ele recebeu roupas limpas, alimentação adequada e estrutura para tomar banho e dormir.

De acordo com a assistente social Nubia Elizabete, no momento da abordagem, seu Francisco foi bastante receptivo. “Buscamos saber o nome dele antes de abordá-lo e uma moradora informou que se tratava do senhor Francisco. Eu o chamei pelo nome e o mesmo veio em minha direção. Naquele momento oferecemos os benefícios da Casa e ele aceitou de imediato”, conta.

Francisco foi atendido pela assistente social Nubia Elizabete dos Santos, e a secretária da Casa de Acolhida, Adirlete Loureiro Duarte que o ajudaram a reencontrar a família
Francisco foi atendido pela assistente social Nubia Elizabete dos Santos, e a secretária da Casa de Acolhida, Adirlete Loureiro Duarte que o ajudaram a reencontrar a família
Foto: Felipe Tozatto/Prefeitura de Linhares

Francisco passou 30 dias no local, tempo suficiente para que a equipe buscasse pela família dele. Durante conversas, a equipe descobriu que o homem veio para a cidade capixaba em busca de emprego. “Diante das suas declarações, a equipe começou a buscar informações nos serviços de Quixeramobim [delegacia, CRAS, CREAS e comércios], porém, sem sucesso. Então, nós encontramos um site de notícias chamado ‘Quixeramobim News’, que se interessou pelo caso e em nos ajudar, fazendo uma matéria para que a família pudesse identificá-lo”, lembra Nubia.

O REENCONTRO

 

 

Um irmão de Francisco, Luiz Alberto Sampaio, veio de Fortaleza para reencontrá-lo e levá-lo de volta para casa. O reencontro aconteceu no Aeroporto de Vitória por volta das 16h30 desta terça-feira (6), e foi marcado por fortes emoções.

"Ficamos 18 anos sem nos ver e há 17 sem contato. Minha expectativa é enorme. Espero poder ajudá-lo a caminhar daqui para frente", relatou Luiz, emocionado.

Questionado sobre os planos para o futuro, Francisco almeja conquistar uma vaga de emprego como trabalhador rural e construir um novo capítulo da história ao lado da família. "Não quero mais me separar", declarou, sorridente.

Os dois embarcaram nesta noite para Fortaleza, no Ceará, onde os outros familiares os aguardam ansiosos.

 

 

 

 

Ver comentários