Notícia

Jovem é baleado em tentativa de assalto na Serra

A vítima estava junto com um amigo e, mesmo após entregarem a chave da moto em que estavam, os criminosos atiraram

O caso será investigado pela Divisão Patrimonial
O caso será investigado pela Divisão Patrimonial
Foto: Edson Chagas/Arquivo

Um jovem de 24 anos foi baleado durante um assalto, na noite de domingo (19), no bairro Mestre Ávaro, na Serra. Segundo a polícia, dois bandidos exigiram que ele e o amigo entregassem a moto em que estavam.

As vítimas chegaram a dar a chave do veículo, mas, mesmo após a entrega, um dos bandidos atirou. A dupla fugiu sem roubar nada e não foi encontrada.

O crime ocorreu por volta das 23 horas, na Avenida Salvador. De acordo com policiais da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o jovem e o amigo saíram do bairro Nova Carapina I, que fica ao lado do bairro Mestre Álvaro, à procura de algum comércio aberto para comprarem cigarros.

Eles acabaram indo até Mestre Álvaro e, enquanto procuravam pelo estabelecimento, foram surpreendidos pelos assaltantes. Os criminosos também estavam em uma moto, e exigiram que as vítimas entregassem a chave da motocicleta em que estavam.

A chave foi entregue para a dupla e, em seguida, um dos bandidos atirou. O jovem, que estava na garupa da moto, foi atingido por três tiros na perna e caiu na rua. Já o amigo, que era o piloto, correu. Os policiais não sabem se ele foi baleado. Eles souberam apenas que o rapaz foi até a casa dos familiares do jovem para avisar que ele havia sido baleado, e depois não foi mais encontrado.

Após os disparos, os bandidos fugiram sem roubar a moto. O jovem ferido foi levado para o Hospital Jayme dos Santos Neves, na Serra, onde continua internado. O paradeiro da moto onde estavam as vítimas não foi informado pela polícia.

Alguns moradores chegaram a ouvir os tiros. Um deles, 29, que mora próximo ao local do crime, contou que estava dentro de casa conversando com um amigo e, no momento em que ouviu os disparos, fechou a porta com medo de alguém invadir a residência.

“Ouvi de quatro a cinco tiros. Foi alto, bem perto da minha casa. Eu estava junto com um amigo e na hora fechei a porta. Fiquei com medo de alguém fugir e tentar invadir minha casa. Hoje de manhã que fiquei sabendo que um rapaz havia sido baleado”, relatou.

O caso será investigado pela Divisão Patrimonial.

 

 

Ver comentários