Notícia

Preso bandido envolvido no assalto e morte de PM em Itapemirim

Diego de Souza Neves, 31 anos, foi baleado durante a troca de tiros que vitimou o PM e o seu comparsa e, desde então, estava internado

O carro do cabo da PM ficou sujo de sangue
O carro do cabo da PM ficou sujo de sangue
Foto: Divulgação/Redes Sociais

Está preso no Centro de Detenção Provisória de Marataízes Diego de Souza Neves, 31 anos. Ele está envolvido na tentativa de assalto que terminou com a morte do cabo da Polícia Militar do Rio de Janeiro, Boanerges do Bem Brandão, 34 anos, na última sexta-feira (26) em Itapemirim, no Litoral Sul. O comparsa de Diego também foi baleado e morreu no local do crime.

Diego estava internado deste a última sexta-feira na Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro de Itapemirim. Durante a tentativa de assalto, em Itapemirim, ele foi atingido por um disparo e, mesmo ferido,  percorreu cerca de 60 km até Cachoeiro, onde foi buscar atendimento. De acordo com a Polícia Civil, ele recebeu alta nesta terça-feira e foi levado para a delegacia de Itapemirim.

O delegado Djalma Pereira contou que Diego estava acompanhado de um advogado e se negou a prestar depoimento. “Ele disse que só falaria em juízo. Estamos reunindo os laudos para concluir o inquérito como latrocínio - roubo seguido de morte”, explicou.

O CRIME

O cabo da Polícia Militar do Rio de Janeiro e um bandido morreram baleados após uma troca de tiros durante uma tentativa de assalto, no balneário de Itaipava, em Itapemirim, na manhã do dia 26 de janeiro. Diego, que também foi baleado, foi detido ao dar entrada em um hospital de Cachoeiro. A arma usada pelos bandidos foi apreendida.

O cabo Boanerges do Bem Brandão de 34 anos estava com a sua família passando as férias no balneário Sul Capixaba há aproximadamente três dias. Eles estavam hospedados em uma casa há um quarteirão do local do crime. Ele e o irmão, que é sargento da PMERJ, seguiam em dois carros para Guarapari, quando foram abordados por dois homens de motocicleta, que anunciaram o assalto. O sargento deu voz de prisão aos criminosos. Quando os bandidos perceberam que se tratava de um policial, começou a troca de tiros.

Boanerges foi baleado no pescoço e morreu ao dar entrada no hospital Menino Jesus, em Itapemirim. Um dos assaltantes identificado como Jonatas Ayres Severo da Silva de 30 anos também foi baleado e morreu no local do crime. O outro bandido, Diego de Souza Neves de 31 anos, conseguiu fugir de moto em direção a Piúma e seguiu até a Santa Casa de Cachoeiro de Itapemirim, onde foi detido. Ele percorreu mais de 60 km.

Os outros integrantes da família do policial, estavam dentro dos veículos, não foram atingidos. No veículo de Boanerges estavam os pais, a noiva e um sobrinho menor de idade. Já no outro veículo estavam o irmão dele com a esposa, duas filhas e uma sobrinha.

Ver comentários