Notícia

Blindado, fuzis e drone para combater o crime no Espírito Santo

Polícias do Estado devem ganhar novos equipamentos

Foto: Sesp| Divulgação

Coletes com câmeras, drones, testes em veículos blindados e até a compra de fuzis importados dos Estados Unidos. Esses são alguns dos investimentos que a Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp) anunciou para 2018 no combate à criminalidade no Espírito Santo. 

Dos 251 fuzis importados, 181 são para a Polícia Militar. Eles já foram comprados e estão prontos para entrega. Outro 70 serão destinados à Polícia Civil. Os fuzis Colt M4, calibre 556, testados e aprovados por uma equipe técnica da PM enviada aos EUA recentemente, devem chegar de avião até o fim deste mês. A reportagem já havia adiantado através da coluna do Leonel Ximenes da última sexta-feira que os policiais vão passar por treinamento para operar os fuzis.

Os instrutores são policiais da Companhia Independente de Missões Especiais da PM. “O próximo passo da corporação é comprar três mil pistolas, também no exterior, e 90 caminhonetes para a Força Tática", diz o secretário André Garcia. 

Viaturas também estão na lista de compras. Ao todo serão 250 veículos, sendo 130 para a PC, 34 para a Sesp, 23 para os Bombeiros e 129 estão previstas para serem entregues até março à Polícia Militar.

“É a retomada de uma capacidade importante no Estado que irá ajudar muito no enfrentamento à criminalidade. Também pretendemos iniciar uma licitação de novas e melhores pistolas. Além de mudar de fabricantes de armas, de Taurus para outra mais eficiente. Porém, isso vai depender de licitação”, disse Garcia.

Outra novidade foi um veículo blindado, conhecido popularmente como caveirão. A doação foi feita por uma empresa e o blindado já passou por reforços e reformas. Agora, segundo o secretário, passa por uma fase de testes nas ruas.

REFORMAS

Além das novas aquisições, as unidades policiais vão passar por reformas. “Estamos prevendo uma série de reformas e revitalizações de espaços da Polícia Civil e Militar. Algumas já estão sendo feitas. Muitas delas usando mão de obra prisional, como o DPM de Santo Antônio, em Vitória, a delegacia Santa Teresa, o Serviço Médico Legal de Linhares e a sede da Polícia Civil. Aliás, apenas na Civil há previsão de 11 milhões em reformas”.

André Garcia completou que, na Polícia Militar, cerca de 10 unidades também serão reformadas, além de obras na Diretoria de Inteligência e na Academia de Polícia.

VALORIZAÇÃO É HUMANIZAR TRATAMENTO, DIZ ASSOCIAÇÃO

O sargento Renato Martins, presidente da Associação de Cabos e Soldados (ACS), afirma que os policiais estão ainda hoje mergulhados em um processo de desmotivação com as ameaças de expulsões após o movimento grevista em fevereiro do ano passado. Ele reconhece que equipar a tropa seja uma boa iniciativa, mas apenas isso não basta para garantir a segurança da população.

“O clima interno é de desmotivação completa”, enfatiza. Outro fator para o qual o sargento Renato chama a atenção é de que a compra de armas e viaturas novas deve ser premissa básica para o governo. “Isso é o mínimo, o básico que deve ser feito. Sem arma, sem viatura e sem colete nenhum policial trabalha.”

A regulamentação da carga horária, a revisão da Lei de Promoção e a implantação do projeto de valorização de soldados são exemplos citados  pelo sargento que podem ser concedidos à categoria. “Nada disso gera gasto. Quanto à carga horária, por exemplo, tem policial que chega a trabalhar 72 horas. Valorização é humanizar o tratamento que o policial recebe do Estado”, diz.

INVESTIMENTOS

 

 

SESP

34 viaturas adquiridas em convênio entre a Sesp e Senasp.

Compra de sistema de localização de viaturas

POLÍCIA CIVIL

 

 

Ampliação do sistema Deon (delegacia online será melhorada)

Modernização do sistema de identificação

Reestruturação das perícias e padronização da função perito

Obras

Reformas de 11 delegacias (já em fase de projetos):

- Regional de Cariacica

- Delegacia de Conceição de Castelo

- Plantão de Cariacica

- Regional de Vitória

- Crimes Contra ao Patrimônio

- Reforma da DHPP

- Reforma do Serviço Médico Legal (SML) de Linhares

- Reforma do SML de Cachoeiro e Colatina

- Construção do estande de tiro

- Reforma da sede da Polícia Civil

- Construção do Centro Integrado da Perícia Técnica-Científica

Viaturas

130 previstas para entrega neste ano

Armas

Entrega de 70 fuzis Colt M4 556.

BOMBEIROS

 

 

Construção do CAT e Centro de Treinamento

CAT: R$ 6 milhões

Centro de Treinamento: R$ 9.174.294,90

Retomada da construção dos quartéis de Serra e Vila Velha

Viaturas

13 viaturas administrativas

3 resgates

1 ABTF (florestal)

6 pick-ups

Total de viaturas: 23

POLÍCIA MILITAR

 

 

Reforma do DPM de Guaçuí (em fase de projetos)

Entrega dos 181 fuzis Colt M4 556 (já comprados, testados, aguardando entrega)

Compra de Drones (três já foram comprados e serão entregues em breve)

129 viaturas até março serão entregues. Se juntam a outras 250 entregues em 2017.

Obra de ampliação da DINT (Departamento de Inteligência)

Obra de modernização da Academia de Formação da Polícia Militar.

304 vagas para 3º sargento serão criadas em junho.

Compra de câmeras acopladas nos coletes de policiais militares para registrar a atuação policial na Grande Vitória

Ver comentários