Notícia

Central Carapina: um dos autores de pichações contra delegado é preso

Vinte minutos antes da prisão, criminoso postou no Facebook uma mensagem xingando o delegado Rodrigo Sandi Mori e falando que iria matá-lo

Ameaças a delegado em Central Carapina, na Serra
Ameaças a delegado em Central Carapina, na Serra
Foto: WhatsApp | Gazeta Online

A Polícia Civil prendeu nesta quinta-feira (22) um dos autores de pichações de ameaças ao delegado Rodrigo Sandi Mori em muros do bairro Central Carapina, na Serra. Lucas Paixão Lopes, 19 anos, foi detido enquanto estava escondido no terraço da casa de um morador. Vinte minutos antes da prisão, ele postou em sua página no Facebook uma mensagem xingando o delegado e falando que iria matá-lo.

Lucas Paixão Lopes, 19 anos, foi detido por fazer ameaças ao delegado Rodrigo Sandi Mori
Lucas Paixão Lopes, 19 anos, foi detido por fazer ameaças ao delegado Rodrigo Sandi Mori
Foto: Reprodução / Facebook

Frases como "Vai morre Sendimori (sic)", "Sedimori tá jurado (sic)" e "Bala no Sandimore (sic)" apareceram pichadas nesta quinta-feira (22) nos muros do bairro. Há ainda muitas mensagens de luto por Deusimar Lucas Cunha Neves, 18 anos, que foi atingido por oito tiros na porta de uma casa onde a polícia ia cumprir um mandado de prisão na última terça-feira (20). Sandi Mori era o responsável pela operação e teve a viatura apedrejada no bairro.

> Veja cobertura completa sobre Central Carapina

Lucas era amigo de Deusimar. Na delegacia, o jovem pediu desculpas ao delegado, falou que agiu em um momento de raiva e que a atitude não iria se repetir.

Lucas Paixão Lopes, 19 anos, foi detido por fazer ameaças ao delegado Rodrigo Sandi Mori
Lucas Paixão Lopes, 19 anos, foi detido por fazer ameaças ao delegado Rodrigo Sandi Mori
Foto: Divulgação / PCES

Ainda na delegacia, Lucas confessou a participação na morte de Vitor Costa dos Santos, 17 anos, assassinado com 15 tiros no último domingo (18) durante uma emboscada. Segundo o detido, Deusimar também havia participado do homicídio.

Deusimar e Lucas fazem parte da Gangue da Vala, chefiada por Paulo Sérgio de Oliveira Júnior, de 25 anos. Paulo, que tem cinco mandados em aberto por assassinato, era o alvo da Polícia Civil quando ocorreu a morte de Deusimar.

Ameaças a delegado em Central Carapina, na Serra
Ameaças a delegado em Central Carapina, na Serra
Foto: Caíque Verli | CBN

Em entrevista coletiva nesta quinta-feira (22), o delegado Rodrigo Sandi Mori, que chefia a delegacia de Crimes Contra a Vida da Serra, afirmou que não vai descansar enquanto não prender Paulo Sérgio. "As ameaças não vão parar o trabalho da polícia. Não tenho medo", afirmou.

VEJA VÍDEO

Ver comentários