Notícia

Caso Marielle: policial federal do ES descobre pista importante

Vereadora do Rio de Janeiro foi assassinada há um mês

Marielle Franco foi assassinada há um mês no Rio de Janeiro
Marielle Franco foi assassinada há um mês no Rio de Janeiro
Foto: Instagram

Um policial federal do Espírito Santo é o responsável por conseguir uma das pistas mais importantes sobre os assassinatos da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes, ocorridos no Rio de Janeiro em março. Foi um papiloscopista capixaba que conseguiu encontrar digitais parciais nas cápsulas achadas pelos peritos no local do crime.

A informação foi confirmada pelo delegado Ildo Gaspareto, superintendente da Polícia Federal no Espírito Santo, que afirmou ainda que o policial em questão estava de férias quando foi convocado para ajudar nos trabalhos de investigação da morte da vereadora carioca.

Leia também

"Na morte da vereadora do Rio de Janeiro, o papiloscopista que fez o trabalho lá (identificou as digitais nas cápsulas) é lotado aqui. É um dos maiores especialistas do Brasil em papiloscopia. Esse profissional estava de férias, eu interrompi as férias dele. Ele foi convocado pelo superintendente do Rio, fez esse trabalho e foi reconhecido nacionalmente", contou Gaspareto em entrevista à Rádio CBN Vitória.

No entanto, as digitais encontradas nas cápsulas, nas palavras dos peritos, estão fragmentadas. Isso significa que, num primeiro momento, não podem ser comparadas com as armazenadas no banco de dados das polícias do Rio e Federal. Porém, segundo agentes que atuam no caso, é possível confrontá-las com as de um eventual suspeito.

CRIME COMPLETOU UM MÊS

No último sábado (13), a morte de Marielle e Anderson completou um mês. Criminosos em um carro emparelharam ao lado do veículo onde estava a vereadora e dispararam. Ela foi atingida com pelo menos quatro tiros na cabeça. A única sobrevivente, uma assessora da vereadora que estava no carro e tem o nome mantido em sigilo, deixou o país com a família por medo de represálias.

Ver comentários