Notícia

Agricultor morre após sair de festa e cair de bicicleta em rio

Para a família, a morte foi um acidente. A vítima já estava a cerca de 300 metros de casa quando a queda aconteceu

Um agricultor de 51 anos morreu ao cair de uma ponte dentro de um rio, em Fundão, após sair de uma festa de aniversário andando de bicicleta. O corpo de João Saccani foi encontrado na manhã deste domingo (20) caído dentro de um córrego, que fica no sítio da família dele. A vítima já estava a cerca de 300 metros de casa quando o acidente aconteceu. 

De acordo com familiares do agricultor, ele mora no Sítio Saccani, em Fundão, com dois irmãos e a mãe. Na tarde de sábado, João saiu de casa para ir a uma festa de aniversário nas redondezas. Por volta das 22 horas, um irmão da vítima, que também estava na festa, foi embora. O agricultor disse que ficaria mais um pouco na festividade e depois iria para casa. Porém, ele não chegou na residência.

"Eu não fui no aniversário. Apenas vi meu irmão indo, por volta das 15 horas. Outro irmão foi embora às 22 horas, mas o João decidiu ficar. Por volta das 7 horas um vizinho passou pela ponte e viu o corpo do meu irmão e nos comunicou. Eu nem acreditei. De início, pensei que ele tinha apenas se machucado. Ele fazia esse trajeto todos os dias porque é o caminho de casa. É triste porque eu o vi indo para a festa e pela manhã recebo essa notícia...", lamentou um dos irmãos da vítima, Júlio Carlos Saccani. 

Agricultor é encontrado morto em rio de Fundão
Agricultor é encontrado morto em rio de Fundão
Foto: Acervo da família

De acordo com informações da TV Gazeta, João Saccani estava em uma bicicleta e caiu de uma pequena ponte. A perícia acredita que ele morreu afogado no córrego ou morreu depois de bater a cabeça numa pedra. O irmão disse que João tinha ido a uma festa de aniversário no sábado e não voltou pra casa.

A família acredita que a morte tenha sido uma fatalidade. Para eles, João perdeu o controle da bicicleta, bateu na ponte e caiu no rio. A perícia encontrou a carteira com documentos e dinheiro no bolso da bermuda do agricultor. O que, segundo a perícia, praticamente descarta possibilidade de assaltou ou homicídio.

EMOÇÃO

Várias pessoas que moram na região foram ao local acompanhar o trabalho da perícia. Muitas se emocionaram durante a retirada do corpo de João do córrego. O afilhado da vítima, o corretor de imóveis Anderson Oliveira, contou que a família está sem conseguir acreditar na tragédia. 

"A mãe dele, que é idosa, já está sentindo muito a perda dele. Uma coisa é perder um parente acamado, doente, idoso... Outra é perder alguém novo, cheio de saúde e vida pela frente. Não dá para acreditar. A ficha ainda não caiu. Acreditamos mesmo em acidente. O terreno era liso, o chão estava molhado, pela noite não há iluminação na região e meu padrinho deve ter ingerido bebida alcoólica, não sei. Tudo isso favorece para o acidente".

Ele disse ainda que a cidade vai ficar de luto pela morte do padrinho, que era muito conhecido na região. O agricultor era divorciado e deixou uma filha de 18 anos.

"Meu padrinho sempre fazia esse trajeto de bicicleta ou moto e nunca caiu. Foi uma fatalidade que poderia ter acontecido com qualquer um. Infelizmente Deus o chamou. Agora o jeito é seguir e consolar a mãe idosa e a filha dele. A família Saccani é bastante conhecida em Fundão e os moradores estão muito abalados com a perda", afirmou. 

Ver comentários