Notícia

Após tiroteio, mulher encontra corpo de irmão em bairro de Cariacica

Dois rapazes morreram na noite desta terça-feira (15) em Nova Rosa da Penha I. Bairro registrou três tiroteios em um intervalo de minutos

Dois rapazes foram mortos durante tiroteio em Nova Rosa da Penha I, Cariacica
Dois rapazes foram mortos durante tiroteio em Nova Rosa da Penha I, Cariacica
Foto: Victor Muniz

Três tiroteios em um intervalo de poucos minutos e de dois mortos. Assim foi a noite desta terça-feira (15) no bairro Nova Rosa da Penha I, em Cariacica. Os corpos dos rapazes foram encontrados somente na manhã desta quarta (16), pela irmã de uma das vítimas. De acordo com populares, os tiroteios na Rua 6 começaram por volta das 23 horas.

Eliomar Quedevez da Silva, de 26 anos, e Walliston Lima, 23 anos, foram encontrados baleados, um ao lado do outro, em um terreno do local, perto de um barraco de madeira.

A irmã de Eliomar chegou a procurar pelo irmão na hora do tiroteio, mas só encontrou o corpo do rapaz no dia seguinte. Familiares dele contaram que era comum, em dias de confronto no bairro, ela sair para procurá-lo.

Nesta terça-feira, a irmã recebeu a informação de que ele havia sido baleado, chegou a procurá-lo na rua onde os tiroteios aconteceram, mas não encontrou. Ela retornou ao local no começo da manhã desta quarta (16), quando achou o corpo do irmão e o de Walliston.

Investigadores do Departamento Especializado de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) estiveram no local, assim como a perícia da Polícia Civil. Os corpos foram levados ao Departamento Médico Legal (DML), em Vitória, e o caso será investigado pela Delegacia de Crimes Contra a Vida de Cariacica.

Moradores da região reclamaram de intensos tiroteios nos últimos dias e relataram uma guerra entre gangues, que atuam no tráfico de drogas do bairro.

"Quando começa assim, é um atrás do outro. Ontem à noite foram esses três tiroteios. Esse local onde eles morreram todo mundo aqui sabe que era usado para manusear droga. Sempre tem tiroteio por aqui e a situação é complicada", contou o morador, que não quis se identificar.

A polícia ainda vai investigar se as mortes de Eliomar e Walliston estão relacionadas a traficantes. Nenhum suspeito foi preso ou identificado até o momento.

Com informações de Victor Muniz

Ver comentários