Notícia

PM e Polícia Civil fazem operação no condomínio Ourimar

Até o momento cinco indivíduos envolvidos em homicídios e tráfico de drogas foram presos no local

Cinco pessoas foram presas na manhã desta terça-feira (19) no Condomínio Ourimar, na Serra, durante uma operação conjunta entre as polícias Civil e Militar. Além das prisões, foram cumpridos até o momento 59 mandados de busca e apreensão no local, que é dominado pelo tráfico de drogas. 

De acordo com o major Werneck, um dos comandantes da operação, o trabalho começou antes das 6 horas da manhã e conta com a participação de 71 policiais militares.

 "Chegamos antes das 6 horas, o cerco externo, incluindo a área de mata, foi feito bem antes disso, para evitar que qualquer indivíduo viesse a fugir. Tínhamos nove mandados de prisão e, até o momento, tenho conhecimento de uma quantidade de droga apreendida, que ainda estamos contabilizando, e indivíduos detidos. Os criminosos possivelmente estão envolvidos em homicídios e tráfico de drogas na região", explicou.

O major ainda comentou sobre as dificuldades que a polícia encontra para combater o crime em Ourimar. "Se trata de um condomínio particular. A PM, por uma questão legal, não pode fazer patrulhamento dentro do condomínio, isso dificulta um pouco a ação dos órgãos de segurança. A ideia (com essas operações) é buscar proporcionar à população que aqui reside maior dignidade e pleno desempenho dos seus direitos de cidadão", comentou.

OURIMAR

Leia também

Localizado às margens da Rodovia ES 010, a poucos metros da praia de Manguinhos, o conjunto habitacional tem cerca de dois mil moradores, divididos em 608 apartamentos, que vivem sob regras impostas por traficantes desde 2016, quando foi criado.

A maioria dos habitantes do condomínio vive refém do medo. São trabalhadores que sonhavam com a casa própria, mas que se viram obrigados a seguir à risca as leis criadas por traficantes.

Com informações de Caique Verli

Ver comentários