Notícia

Bebê sobrevive após planta amortecer queda do 2º andar em Cariacica

O menino, de 2 meses, era ninado por uma prima, 9 anos, quando a menina, que estava próximo da janela, se assustou e a criança caiu

Uma criança de dois meses caiu do segundo andar de uma casa, em Cariacica
Uma criança de dois meses caiu do segundo andar de uma casa, em Cariacica
Foto: Eduardo Dias

Um bebê de dois meses de idade caiu do segundo andar de uma casa em Piranema, Cariacica, por volta de 23h desta segunda-feira (16). O menino, de 2 meses, era ninado por uma prima, 9 anos, quando a menina, que estava próximo da janela, se assustou e a criança caiu. Apesar da queda, uma planta amorteceu o impacto e o bebê não sofreu ferimentos graves.

De acordo com informações da Polícia Civil, a prima de Murilo, que tem 9 anos, estava no andar de cima da casa junto com um primo, de 7 anos, e os avós. A mãe do bebê, Larissa Santos, de 19 anos, e outra prima, de 10 anos, estavam no andar de baixo quando tudo aconteceu.

Larissa conta que tinha ido ao andar de baixo para pegar um prato e, quando voltava, as crianças passaram correndo por ela e contaram o que havia acontecido. A mãe afirma que achou que fosse uma brincadeira, mas quando viu o filho caído entrou em choque.

"Quando minhas sobrinhas me contaram eu achei que era brincadeira, mas quando vi, fiquei em choque. Eu achei que ia ficar sem o meu filho, eu fiquei sem reação, tanto que não consegui vir com ele ao hospital, eu vim depois. Agora ele já está sorrindo, eu já dei banho, ele está bem, não tem nenhum arranhão", conta a mãe.

A prima da criança, de 9 anos, contou à Polícia Civil que, ao entrar no quarto em que o bebê dormia, acendeu a luz, ele acordou e começou a chorar, por isso a menina o pegou no colo.

Enquanto balançava a criança, para ninar, se aproximou de uma janela. A menina contou para a polícia que o bebê chorava muito e, em um movimento, ela se assustou e a criança caiu da janela do segundo andar.

Uma planta amorteceu parte do impacto da queda do bebê de dois meses, que caiu no quintal de um vizinho. No momento da queda, apenas a menina estava no quarto. A prima de 10 anos estava no andar de baixo e viu quando tudo aconteceu. A avó, que estava em outro cômodo da casa, ouviu o choro da criança, a procurou e quando soube da situação ficou desesperada. Ela encontrou o menino caído e buscou socorro.

O bebê foi atendido cerca de uma hora depois do acidente e levado ao Hospital Infantil de Vitória, onde passou por tomografias. Aparentemente, como explica a Polícia Civil, o bebê não sofreu ferimentos graves, mas permanece em observação.

ACUSADA DE NEGLIGÊNCIA

A mãe do bebê, Larissa Santos, de 19 anos
A mãe do bebê, Larissa Santos, de 19 anos
Foto: Eduardo Dias

A mãe do bebê conta que antes de ir ao hospital foi até a delegacia, em que foi acusada de negligência pelos policiais.

"Falaram que eu não devo deixar o meu filho 'na mão' de crianças e que ele não é um produto do mercado e que eu posso ser acusada de abandono. Eu cuido muito bem do meu filho e ele estava normal, o dia foi normal, foi apenas um momento em que eu saí de perto, mas isso pode acontecer em qualquer família", desabafa Larissa.

Ainda segundo Larissa, a polícia teria pedido que ela assinasse um termo para poder sair da delegacia e ela acredita que tenha que voltar para esclarecer o assunto.

Com informações de Mayra Bandeira e Eduardo Dias

Ver comentários