Notícia

Corpo de americana desaparecida é encontrado queimado na Serra

A vítima estava desaparecida desde a última segunda-feira, quando saiu para trabalhar

Americana Lena Nani Hokulani que trabalhava como diarista e foi encontrada morta
Americana Lena Nani Hokulani que trabalhava como diarista e foi encontrada morta
Foto: Arquivo Pessoal

Uma mulher foi encontrada morta nas proximidades da Rodovia do Contorno, na Serra, nesta terça-feira (24). O corpo pode ser da americana Lena Nani Hokulani, de 36 anos, desaparecida desde a última segunda-feira, quando saiu para trabalhar.

A família de Lena esteve no Departamento Médico Legal (DML) e afirma que o corpo é da americana. Porém, como parte do corpo está carbonizado, foi solicitado pela Polícia Civil um exame de comparação de digitais para confirmar a identidade da vítima.

A americana desapareceu por volta das 6h de segunda. Ela saiu de casa, em Cariacica, para trabalhar como diarista em uma casa, em Itaparica, Vila Velha.

"Ela saiu de casa como faz todos os dias e iria para o ponto de ônibus. Quando a nossa neném está acordada, vou com ela até ao ponto, mas como a neném estava dormindo, eu não fui", contou o marido de Lena, Leonardo domingos, 43 anos.

Por volta das 18h do mesmo dia, o marido ligou para a esposa. "Queria saber se ela estava chegando no Terminal para buscá-la, como faço geralmente. Mas o telefone deu caixa postal. Às 19h30, horário que ela chegava, começou meu desespero, pois Lena não chegou em casa", lembrou.

Leia também

Na manhã desta quarta-feira (25) a família procurou o DML após procurar pela americana e mobilizar amigos e parentes. O corpo havia sido encontrado na terça-feira por um pescador.

Lena nasceu no Havaí e veio morar no Brasil aos 10 anos, acompanhada da mãe e da irmã. Ela é mãe de três meninas, uma de 18, outra de 16 e de uma bebê de 1 ano. O caso foi encaminhado para a Delegacia de Homicídios e Proteção à Mulher (DHPM), onde serão investigadas a autoria e motivação do crime

Ver comentários