Notícia

Dono de funerária usava carro roubado para transporte de cadáveres

O dono do veículo, que é de Minas Gerais, acionou a delegacia após receber multas registradas no Espírito Santo

Roberto Pereira Lage, de 39 anos foi preso em Carapina, na Serra
Roberto Pereira Lage, de 39 anos foi preso em Carapina, na Serra
Foto: Divulgação | Polícia Civil

A equipe da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV) realizou nesta quinta-feira (9) a prisão de um homem identificado como Roberto Pereira Lage, de 39 anos, em Carapina, na Serra. Ele é acusado de receptação e adulteração de sinal identificador de veículo automotor. A denúncia surgiu do próprio proprietário do veículo, que é de Minas Gerais, e entrou em contato com a delegacia após receber multas registradas no Espírito Santo.

Roberto estava em liberdade condicional por crime de tráfico de drogas. O homem foi detido com um veículo adulterado e com restrição de furto no Apart Hospital, na Serra. O veículo estava sendo utilizado para transportar cadáveres por meio de uma funerária de propriedade do detido, que teria sido fechada no final de 2017.

Carro com restrição de roubo e furto era usado para transportar cadáveres
Carro com restrição de roubo e furto era usado para transportar cadáveres
Foto: Glacieri Carrareto

O delegado Ícaro Ruginski, titular da DFRV, informou em coletiva de imprensa realizada nesta quinta (9), que o homem declarou em depoimento que teria adquirido o veículo de um desconhecido sem receber nenhuma documentação, e que ele teria pago o valor de 25 mil reais pelo carro. "Esse veículo tem restrição de furto e roubo. Esse roubo foi realizado por dois indivíduos de bicicleta, que abordaram um motorista de aplicativo e levaram o carro", explicou o delegado.

> Leia mais matérias de Polícia

Leia também

O titular também explicou que os investigadores têm a informação de que Roberto estaria utilizando o veículo para transporte de droga, mas que essa informação ainda está sendo investigada.

"A equipe da DFRV vem agindo constantemente e recuperando veículos que estão nesta situação. Quem recebe em casa uma multa deste tipo ou de um veículo que não é seu, deve procurar a delegacia para registrar a ocorrência", aconselhou Ícaro Ruginski.

VEJA FOTOS

Ver comentários