Notícia

Donos de bares são presos por furto de energia em Fundão

O furto de energia é crime previsto no Artigo 155 do Código Penal Brasileiro

Descoberto furto de energia elétrica em dois bares na orla de Praia Grande, Fundão
Descoberto furto de energia elétrica em dois bares na orla de Praia Grande, Fundão
Foto: EDP Escelsa/Divulgação

Duas pessoas foram presas em uma operação de combate ao furto de energia elétrica deflagrada na orla de Praia Grande, Fundão, na região Metropolitana de Vitória. Durante a ação, a Polícia Civil descobriu dois estabelecimentos onde havia furto de energia. A operação aconteceu na manhã de sexta-feira (10).

A ação contou com apoio da EDP Escelsa, empresa que atua no fornecimento de energia elétrica no município. A companhia disse que além de inspeções de campo, equipes trabalharam com o cruzamento de dados de consumo e inteligência analítica para identificar as fraudes.

Leia também

Além do processo criminal, as responsáveis pelos estabelecimentos arcarão, conforme a regra da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), com a cobrança de toda energia não paga durante o período da irregularidade e o custo administrativo.

O furto de energia é crime previsto no Artigo 155 do Código Penal Brasileiro, que dispõe: "subtrair, para si ou para outrem, coisa alheia móvel: pena de reclusão, de um a quatro anos, e multa". As proprietárias dos estabelecimentos, que estavam nos locais na chegada dos policiais, foram conduzidas para a Delegacia de Segurança Patrimonial, em Vitória, para as medidas cabíveis.

Ver comentários