Notícia

Irmãos são presos por integrar esquema de roubo e venda de carros

"Na publicação, eles vendiam por R$ 3 mil um carro que vale quase R$ 50 mil. O adolescente era quem praticava os roubos e os dois irmãos faziam a negociação dos veículos", explicou o delegado

Irmãos foram presos por integrar esquema de roubo e venda de carros na Grande Vitória
Irmãos foram presos por integrar esquema de roubo e venda de carros na Grande Vitória
Foto: Divulgação | Polícia Civil

Dois irmãos foram presos, na manhã desta sexta-feira (24), acusados de integrar um esquema de roubo e venda de carros na Grande Vitória. Um adolescente, responsável de praticar os roubos, também foi apreendido.

Segundo informações do delegado Ícaro Ruginsk, titular da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV), a polícia chegou até aos suspeitos, com apoio da Guarda Municipal de Vila Velha, depois de mais um carro ter sido roubado e anunciado em uma rede social da internet.

Leia também

“Na publicação, eles vendiam por R$ 3 mil um carro que vale quase R$ 50 mil. O adolescente era quem praticava os roubos e os dois irmãos faziam a negociação dos veículos”, explicou o delegado.

O caso que levou à polícia a conseguir localizar os irmãos Romulo Mendes Botan, 22, e Renan Mendes Botan, 19, e o adolescente, 17, foi o roubo de um Prisma, de cor azul. O veículo foi roubado às 7 horas de quinta-feira, no Centro de Vila Velha. O dono do veículo, um garagista de 54 anos, foi rendido pelo adolescente ao estacionar o carro. “O rapaz mostrou uma arma na cintura, que eu não sei se era de verdade, por isso pedi calma, saí do carro e entreguei as chaves”, detalhou a vítima.

Para surpresa da polícia, o veículo foi anunciado no mesmo dia pelos irmãos Botan no facebook. Os policiais e guardas municipais estiveram nesta sexta-feira (24) no bairro Cocal, onde os irmãos e o adolescente, de 17 anos, moram.

PASSAGENS

Renan já possui passagem pela polícia. Ele foi preso, em setembro do ano passado, após atropelar uma aposentada, no Ibes, em Vila Velha. A aposentada Anda dos Santos Gonçalves, de 80 anos, seguia para a igreja quando foi atingida pela moto guiada por Renan, na época com 18 anos, e que não possuía habilitação quando atingiu. Ele chegou a ser preso em flagrante, na época.

O irmão de Renan, Rômulo, responde pelo crime de receptação enquanto o adolescente é investigado em outros casos de roubo de carro na DRFV.

Os três foram detidos, o veículo recuperado e devolvido ao dono. Os irmãos Botan foram autuados pelos crimes corrupção de menores e receptação dolosa. Já o adolescente, que foi reconhecido pelo garagista, responderá pelo crime de roubo. Os três também responderão pelo crime de associação criminosa.

Ver comentários