Notícia

Marido é preso após confessar assassinato de americana em Cariacica

Leonardo Domingos, 43, matou Lena Nani Hokulani, de 36 anos, após uma discussão

Americana Lena Nani Hokulani que trabalhava como diarista e foi encontrada morta
Americana Lena Nani Hokulani que trabalhava como diarista e foi encontrada morta
Foto: Arquivo Pessoal

O marido da americana Lena Nani Hokulani, de 36 anos, confessou à polícia ter matado a diarista logo após uma briga entre o casal. Ele foi preso na manhã desta quarta-feira (15), depois de prestar depoimento na Delegacia Especializada em Homicídios Contra a Mulher (DEHCM), em Vitória.

Segundo informações da ex-cunhada da vítima, uma empresária de 33 anos, o vidraceiro Leonardo Domingos, 43, foi detido e acabou admitindo que assassinou Lena depois de uma discussão, no bairro Vila Independência, em Cariacica. O corpo da americana foi encontrado no dia 24 de julho, queimado, às margens da Rodovia do Contorno.

- Americana assassinada no Contorno é sepultada em Fundão

"A equipe da polícia prendeu ele. Quando ele chegou à delegacia, confessou que tinha matado ela. Ele não se entregou. Foi pego mesmo", afirmou a empresária.

Quando o corpo foi encontrado, Leonardo chegou a conceder entrevista à reportagem do Gazeta Online, afirmando que após ela sair para trabalhar, não havia voltado mais.

"Ela saiu de casa como faz todos os dias para ir ao ponto de ônibus. Quando a nossa neném estava acordada nesse horário, eu acompanhava minha esposa ao ponto, mas naquele dia, como a neném estava dormindo, não fui, e desde então não a vi mais", disse à época o vidraceiro.

Após cerca de duas semanas de investigações policiais, ele acabou preso e confessou a morte. Agora, vai aguardar julgamento no Centro de Triagem de Viana (CTV). A Assessoria de Comunicação da Polícia Civil  informou que o inquérito policial está sob segredo de Justiça e outras informações serão passadas após a conclusão.  

HAVAÍ

 

 

A americana Lena Nani Hokulani, de 36 anos, nasceu no Havaí e veio morar no Brasil aos 10 anos, acompanhada da mãe e da irmã. Ela era mãe de duas adolescentes, uma de 18 anos outra de 16, do primeiro casamento. Após ficar viúva, casou-se com Leonardo, com quem tinha uma bebê de 1 ano.

A ex-cunhada de Lena ressaltou que o assassinato foi uma grande surpresa para a família e até mesmo para as filhas mais velhas da americana. "Era um relacionamento bom, pelo que elas falam para a gente. Uma das filhas, de 16 anos, disse que presenciou uma briga uma vez, mas nada anormal, somente uma discussão. Foi uma surpresa grande para todo mundo", afirmou.

Agora, a guarda da bebê de 1 ano, filha de Lena e Leonardo, ficará com a jovem de 18 anos, que está sendo amparada pela família do pai, como conta a empresária.

"Meu irmão é falecido e elas estão ficando na casa da nossa família. Estamos dando um suporte e ainda decidindo como as coisas vão ficar. Agora vamos ter que estar sempre perto. A filha mais velha dela vai assumir a guarda da bebê", revelou a ex-cunhada de Lena.

Ver comentários