Notícia

Obra da base da PM na Piedade começa em outubro

As obras iniciarão pela fachada, com as pinturas e identificação do imóvel. Após esse processo, os policiais já vão atuar no local, até o final do ano

A obra da base da Polícia Militar no Morro da Piedade, em Vitória, está prevista para começar em outubro. Ela será instalada na casa de um morador, que foi desapropriada. O valor da compra foi de R$ 140 mil e o imóvel passará por reforma para abrigar os policiais militares. O custo final do projeto, no entanto, não foi informado.

Segundo o secretário Estadual de Segurança Pública, Nylton Rodrigues, o projeto de reforma ainda está em andamento e fica pronto até o mês que vem. “Estou passando a chave do imóvel para o comandante da PM (coronel Ramalho). A partir de agora vamos terminar o projeto de reforma que está em andamento. Ele fica pronto no início do mês que vem, para assinar a obra de serviço e começar as obras”, explicou.

De acordo com o secretário, a desapropriação já aconteceu e o imóvel foi pago e registrado em nome do Governo do Estado. As obras iniciarão pela fachada, com as pinturas e identificação do imóvel. Após esse processo, os policiais já vão atuar no local, com as obras internas acontecendo ao mesmo tempo. O prazo de finalização da obra é até o final do ano.

“Vamos ter um mirante aqui, ainda mais elevado do que está, um segundo pavimento para a visão dos policiais. Vamos disponibilizar um drone para que, do mirante, os policiais possam operar e observar a comunidade”, completou.

Serão 10 policiais atuando na base da Piedade, em escala que possibilita a segurança da população por 24 horas. Haverá o uso de cinco câmeras de videomonitoramento, que são visualizadas da base com uma pequena central. “Mais importante que isso é a proximidade com a comunidade, os mesmos policiais para que a comunidade possam conhecer e fazer uma interação com os moradores”, completou.

INTIMIDAÇÃO DE CRIMINOSOS

O comandante da Polícia Militar, coronel Alexandre Ramalho, declarou que a localização da base - na principal entrada do morro - intimida a entrada de criminosos. “O infrator covarde não se aproxima e não enfrenta a PM. Estaremos aqui para trazer segurança para a comunidade local”, garantiu.

O coronel declarou que a PM permanece no bairro 24 horas, após os conflitos no Morro da Piedade - mesmo sem a base fixa ainda. “A Polícia Militar tem se mantido 24 horas desde que começou o problema aqui na Piedade. Vamos aproximar a PM da comunidade local. Criaremos uma referência positiva para a sociedade e temos certeza será escolhido um sargento com qualidade e veia interativa, que vai ouvir a comunidade”, ponderou.

Nylton Rodrigues garantiu que as famílias podem voltar com segurança para a Piedade. “As famílias podem voltar que nossas polícias não vão sair e vão garantir a segurança aqui na comunidade”, completou.

Ver comentários