Notícia

Segurança executado no Centro morreu no dia do aniversário da filha

A jovem estava fazendo 22 anos e o pai havia comprado um presente para ela, além de ter preparado uma surpresa em um vídeo

Concunhada da vítima revelou que Fábio tinha feito um vídeo para homenagear a filha mais velha
Concunhada da vítima revelou que Fábio tinha feito um vídeo para homenagear a filha mais velha
Foto: Bernardo Coutinho

O segurança Fábio da Silva Gonçalves, de 42 anos, assassinado no Centro de Vitória, na tarde da última terça-feira, iria comemorar o aniversário da filha mais velha naquela data.

Segundo familiares, a jovem estava fazendo 22 anos e o pai havia comprado um presente para ela, além de ter preparado uma surpresa em um vídeo, como contou a concunhada da vítima, uma estudante de 35 anos.

> Vídeo: suspeitos abandonam carro após assassinato no Centro de Vitória

“Ela fez 22 anos. Ele tinha comprado um presente para ela e parece que fez um vídeo para fazer uma surpresa. Não sei se ele tinha dado. A esposa dele disse que eles conversaram muito no almoço, pois eles sempre almoçavam juntos. Aí ela foi surpreendida com essa notícia triste”, afirmou.

ESTADO DE CHOQUE

Ainda de acordo com a familiar de Fábio, ao saber da notícia da morte do pai a jovem ficou em estado de choque, assim como os colegas de trabalho.

“Nessa hora não tem como ficar bem, né? Todo mundo chorou e os colegas de trabalho. Tem um tempo que ele trabalhava naquela região”, contou.

A estudante afirmou que o segurança trabalhava para várias lojas há cerca de 5 anos, no Centro de Vitória, e ela acredita que a profissão possa ter motivado o crime.

“Ele ficava ali na porta das lojas e quando via alguma tentativa de assalto, furto, ele pegava os suspeitos e entregava para a polícia. Eu creio que pode ter sido. Alguma vingança de alguém que ele pode ter pego. Vimos os vídeos que os policiais mandaram para a gente e mostra os bandidos abandonando o carro na Costa Pereira. Eles saem tranquilos, rindo de dentro do carro, param em uma lanchonete e depois vão embora. Eram três criminosos”, revelou.

A concunhada de Fábio destacou que os familiares esperam um trabalho eficiente da polícia, para que os envolvidos sejam punidos.

“A gente espera que peguem quem fez isso. Esperamos que essa pessoa pague”, concluiu.

Ver comentários