Notícia

Carreta com carga avaliada em R$ 400 mil é roubada em Ibiraçu

A assessoria do frigorífico informou que este é o segundo caso de roubo de cargas na empresa e que contabiliza um prejuízo que ultrapassa os R$ 800 mil

A carreta roubada transportava um contêiner com 25 toneladas de carne avaliadas em cerca de R$ 400 mil
A carreta roubada transportava um contêiner com 25 toneladas de carne avaliadas em cerca de R$ 400 mil
Foto: Divulgação/Frisa

Um carreta que transportava um contêiner com uma carga avaliada em mais de R$ 400 mil foi roubada em Ibiraçu, no Norte do Estado.

De acordo com a Polícia Militar (PM), o motorista da carreta informou que o contêiner de 25 toneladas de carne saiu de um frigorífico de Colatina, na região Noroeste, e seguia viagem, na noite de quarta-feira (05), com destino ao Rio de Janeiro, onde seria exportada para o Líbano, país da Ásia Ocidental.

Porém, por volta de 20 horas, o condutor resolveu parar em um posto desativado em Ibiraçu para pernoitar no local. Ao sair para comprar um churrasquinho, deixou a chave do veículo na ignição e, quando retornava, foi abordado por dois suspeitos que anunciaram o assalto.

Os bandidos pediram para que a vítima abaixasse a cabeça e entrasse em um veículo preto, que estava estacionado próximo e com um motorista a bordo.

Leia também

A vítima informou que os criminosos seguiram com ele por cerca de 20 minutos no carro que parou entre João Neiva e a localidade de Guaraná, às margens da BR 101. Assim que um dos suspeitos recebeu uma ligação, os criminosos abandonaram a vítima no local.

O motorista que ficou na mira dos criminosos não quis dar entrevista.

SEGUNDO ROUBO

A assessoria do frigorífico informou que este é o segundo caso de roubo de cargas na empresa, que contabiliza um prejuízo que ultrapassa os R$ 800 mil. Em outubro, outra carreta da empresa, que também transportava um contêiner com uma carga avaliada em mais de R$ 400 mil, foi roubada em Iconha, no Sul do Estado. 

A Polícia Civil informou que até o momento o veículo e a carga não foram encontrados e no local não havia câmeras de videomonitoramento que pudessem ter flagrado a ação dos criminosos, mas o caso está sendo investigado. 

 

 

 

 

 

 

Ver comentários