Notícia

Criminoso é detido após tentativa de latrocínio em Cariacica

Suspeito foi baleado na perna por um sargento da Polícia Militar

Sargento da PM, vítima do assalto
Sargento da PM, vítima do assalto
Foto: Glacieri Carrareto

Policiais e um criminoso trocaram de tiros no meio da rua durante um assalto, na tarde desta quinta-feira (6), na Padre José Carlos, em Campo Grande, Cariacica. O alvo do roubo era um sargento da Polícia Militar, 46 anos.

Ele estava na rua, em frente a um ponto de pagamento de estacionamento rotativo, quando for surpreendido por dois motoqueiros. “O garupa desceu com uma arma nas mãos e pediu o cordão, celular, relógio e carteira. Eu levantei um dos braços alto, na tentativa de não chamar atenção para o outro que estava próximo da minha arma na cintura”, contou o sargento.

Minutos antes da abordagem criminosa, porém, um amigo do sargento, um soldado de 27 anos, entrou no ponto de pagamento de rotativo. “Tive um problema no meu aplicativo de pagamento do rotativo e tive que ir lá para pagar o estacionamento. De lá, vi o sargento sendo rendido”, contou.

> Ladrão surdo anuncia assalto com bilhete

De imediato o soldado seguiu em direção ao assalto e deu voz de prisão para o suspeito, já com arma na mão. “O suspeito atirou, mas não sei onde atingiu essa munição. Logo, revidamos também”, contou o sargento.

Os dois militares atiraram contra os suspeitos. O ladrão que estava na moto conseguiu escapar.

Já o outro, identificado no local como sendo Pablo da Silva Moreira, foi atingido na perna e caiu na rua ferido. Ele já possuía mandando de prisão em aberto. “Acredito que ele atirou por covardia, como repressão pela voz de prisão. A ação foi muito rápida. O receio era que o suspeito descobrisse que a vítima era policial, pois aumentaria as chances de acontecer um mal maior”, contou o soldado.

Foto: Glacieri Carrareto

O soldado e o sargento já se conheciam a cerca de 5 anos, mas não tinham se visto na rua antes da abordagem. “Eu passei por ele e nem o vi, pois estava concentrado nas coisas que estava fazendo ali. Percebi que era ele quando observei o assalto”, afirmou o soldado. 

> Casamento de Nicole Bahls vira caso de polícia

O baleado foi socorrido para o Hospital São Lucas, em Vitória, onde está internado para receber atendimento e continua sob escolta de policias. O outro assaltante fugiu em uma moto Biz, que teria sido roubada pela manhã na mesma região onde aconteceram os tiros.

Com o suspeito foi encontrado um revólver calibre 32 com uma munição deflagrada e uma picotada. O caso foi registrado na Delegacia Regional de Cariacica.

“São 27 anos como policial e nunca tinha sido assalto, a minha preocupação era ele encontrar minha arma. A gente só pensa em pegar o ladrão, é uma ação muito rápida. Acreditamos que o suspeito que estava na moto também foi baleado, mas não conseguimos detê-lo”, disse o sargento, vítima do assalto.

“Foi um caso do destino, eu estava no local resolvendo questões particulares. Só fui aquele local pois o meu aplicativo do rotativo não deu certo. De dentro do rotativo, vi o sargento rendido. Acredito que o aprendizado e o treinamento especializado colaboraram muito para que a ação fosse rápida e efetiva.”, comentou o soldado, 27 anos, policial que viu a cena.

> Leia mais matérias de Polícia

Ver comentários