Notícia

Mais de 60 pessoas foram vítimas de bala perdida no ES em 2018

Levantamento considera os casos publicados no Gazeta Online ao longo do ano; oito pessoas morreram

Foto: Pixabay

Diante da violência que toma conta do cotidiano do capixaba, estampada diariamente nos noticiários, o Espírito Santo teve pelo menos 63 vítimas de bala perdida em 2018. Este número leva em conta os casos publicados pelo Gazeta Online ao longo de todo o ano.

A Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp) registra somente o número de óbitos por bala perdida. Em 2017 foram cinco mortes, de acordo com a pasta. De acordo com o levantamento das publicações no Gazeta Online, em 2018, das 63 pessoas atingidas por bala perdida no ES, oito acabaram morrendo.

> Trinta vítimas de balas perdidas em apenas 4 meses no ES

O maior número de atingidos foi registrado na Serra, com 18 pessoas atingidas por bala perdida, sendo que duas acabaram morrendo; em seguida está a cidade de Vila Velha, com 17 baleados e uma morte.

VEJA RANKING

 

Um caso que chamou a atenção e teve grande repercussão foi o da estudante Karolaine do Rosário Matos, que foi vítima de bala perdida durante um confronto entre policiais militares e criminosos no bairro Porto Novo, em Cariacica.

Karolaine do Rosário Matos
Karolaine do Rosário Matos
Foto: Facebook

A jovem havia acabado de ser mãe e observava da porta de casa um protesto que acontecia em uma rua de baixo, quando o confronto começou. Ela estava a cerca de 300 metros do tiroteio quando foi baleada. Chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos.

RELEMBRE ALGUNS CASOS

Bala perdida mata dono de lanchonete

O comerciante Daniel Adeodato dos Santos, de 25 anos, morreu com um tiro no peito enquanto realizava o sonho de abrir a própria lanchonete no bairro Resistência, em Vitória. 

Eles já começaram a atirar da rua, no meio de todo mundo. Depois entraram na lanchonete. Tínhamos acabado de sentar para comer. Foi um pânico muito grande. Só pensei em proteger minhas filhas.
Relata uma autônoma de 25 anos, amiga de Daniel

O crime aconteceu no dia 21 de dezembro, e ele foi morto na frente dos amigos enquanto atendia clientes durante a inauguração do estabelecimento.

Comerciante morre com tiro no peito ao inaugurar lanchonete no ES
Comerciante morre com tiro no peito ao inaugurar lanchonete no ES
Foto:

Grávida atingida por bala perdida em Vitória

Uma mulher identificada como Pâmela Soares, de 23 anos, foi atingida por uma bala perdida dentro do quarto da propria casa, em Gurigica, Vitória. Pâmela estava em casa com a irmã, que havia chegado do trabalho, e a sobrinha, de 4 anos, quando começou um tiroteio entre criminosos na Rua Botafogo.

Pâmela Soares, grávida que morreu baleada dentro de casa, em Gurigica, Vitória
Pâmela Soares, grávida que morreu baleada dentro de casa, em Gurigica, Vitória
Foto: Facebook

Um parto de emergência para tentar salvar a pequena Laura foi feito. Ela chegou a ficar internada em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva Infantil (Utin), do Hospital das Clínicas (Hucam), mas morreu um dia após o crime, que aconteceu no dia 14 de agosto.

Fotojornalismo: parto de emergência salva vida de bebê em Vitória
Fotojornalismo: parto de emergência salva vida de bebê em Vitória
Foto: Fernando Madeira | GZ

Caminhoneiro vítima de bala perdida venceu câncer há 5 anos

Aloir Leite Liberato, de 54 anos, foi vítima de bala perdida em uma borracharia na Serra; ele tinha visto a morte bater à porta há cinco anos, quando venceu um câncer agressivo no intestino. Ao Gazeta Online, ele disse que "nasceu pela terceira vez", e revelou ter sentido raiva do atirador quando viu as imagens registradas por câmeras de segurança.

Aloir Leite Liberato, caminhoneiro, mostra o local onde a bala está alojada
Aloir Leite Liberato, caminhoneiro, mostra o local onde a bala está alojada
Foto: Carlos Alberto Silva

À luz do dia

Quatro pessoas ficaram feridas e uma pessoa morreu após tiros à luz do dia em Vila Velha. Uma das vítimas, de 13 anos, vendia ovos na rua quando levou um tiro na cabeça. O crime aconteceu no dia 21 de janeiro, próximo a um bar da Rua Eucaliptos, em Ilha dos Ayres, bairro de Vila Velha. Dois homens efetuaram os disparos. Lucas Nascimento da Silva, de 16 anos, jogava fliperama no bar quando foi atingido na cabeça e morreu na hora.

Rua Eucalipto, em Ilha dos Ayres, bairro de Vila Velha onde ocorreu o crime que matou uma pessoa e deixou quatro feridas
Rua Eucalipto, em Ilha dos Ayres, bairro de Vila Velha onde ocorreu o crime que matou uma pessoa e deixou quatro feridas
Foto: Kaique Dias

Família atingida durante perseguição

Três pessoas da mesma família foram atingidas por balas perdidas no bairro Planalto Serrano, bloco B, na Serra, no dia 14 de dezembro. Uma criança de 6 anos de idade, uma dona de casa, de 58 anos, e outra dona de casa, de 22, estavam do lado de fora de casa quando foram atingidos.

A dona de casa de 22 anos estava do lado de fora de casa, por volta das 20 horas, com seis crianças e o esposo, indo em direção a uma festa de aniversário do filho. Além disso, outras três pessoas estavam na porta da casa dela: a sogra, de 58 anos, o sogro e uma outra pessoa.

Família é atingida por balas perdidas durante perseguição entre bandidos e PM na Serra
Família é atingida por balas perdidas durante perseguição entre bandidos e PM na Serra
Foto: Marcelo Prest

Ver comentários