Notícia

Cantora evangélica e namorado são mortos dentro de casa em Guarapari

Suspeito de ter assassinado o casal é o ex-marido de Maria da Conceição, a Ceissa Moreno

27/01/2019 - A cantora evangélica Maria da Conceição Bispo dos Santos, conhecida pelo nome artístico Ceissa Moreno, e o namorado, o estofador Jussie Almeida de Morais, conhecido como Tunga, foram mortos em Guarapari
27/01/2019 - A cantora evangélica Maria da Conceição Bispo dos Santos, conhecida pelo nome artístico Ceissa Moreno, e o namorado, o estofador Jussie Almeida de Morais, conhecido como Tunga, foram mortos em Guarapari
Foto: Reprodução/Facebook

Um cantora evangélica e o namorado foram assassinados na manhã deste domingo (27), no bairro Santa Mônica, em Guarapari. Maria da Conceição Bispo dos Santos, de 35 anos, - conhecida pelo nome artístico Ceissa Moreno - e Jussie Almeida de Moraes, também de 35 anos, - conhecido com Tunga - foram mortos dentro de casa e a suspeita é de que o crime foi cometido pelo ex-marido da cantora.

O suspeito teria chegado na residência por volta das 5h30 e efetuou os e disparos contra o casal e fugiu pelos fundos do imóvel. Segundo a TV Gazeta, Ceissa deixa um casal de filhos e Jussie deixa duas filhas.

Os dois filhos de Ceissa com o assassino, uma adolescente de 17 anos e uma criança de 2, presenciaram o crime e gritaram pedindo ajuda aos vizinhos. "Eu estava dormindo e acordei com a minha mãe me chamando no desespero, falando que ele [ex-marido] estava lá em casa. Quando ele foi pra atirar, atirou no moço e saiu para ir embora. Aí voltou e atirou na minha mãe. Eu não sabia o que fazer, foi a esposa do nosso vizinho que ligou pra polícia", disse a adolescente à repórter Fabíola de Paula, da TV Gazeta.

27/01/2019 - Ceissa e Tunga foram mortos em casa, no bairro Santa Mônica, em Guarapari
27/01/2019 - Ceissa e Tunga foram mortos em casa, no bairro Santa Mônica, em Guarapari
Foto: Fabíola de Paula/ TV Gazeta

Ceissa já estava divorciada há cerca de três anos e, segundo a família, tinha uma medida protetiva contra o ex-marido por já ter sofrido ameaças. "Ele sempre dizia que se ela não ficasse com ele, não ia ficar com mais ninguém. Um dia ele foi pra matar ela, mas meu tio chegou na hora e tirou ela”, contou a filha da vítima.

Leia também

Segundo a TV Gazeta, a jovem e o irmão vão morar com uma tia, em Vila Velha. A Polícia Civil informou que até o momento nenhum suspeito foi detido. O caso segue sob investigação. Outras informações não serão passadas, no momento, para não atrapalhar as investigações.

 

 

Ver comentários