Notícia

Jovem de 18 anos é assassinado no meio da rua na Serra

A suspeita é de envolvimento com o tráfico de drogas, apesar da região do fato ser tranquila e quase zona rural

Rafael foi morto no meio da rua na Serra
Rafael foi morto no meio da rua na Serra
Foto: Arquivo pessoal

Um jovem de 18 anos foi assassinado no meio da rua no bairro Cidade Nova, na Serra, no início da noite desta sexta-feira (11). Rafael Silva Candeas, de 18 anos, tinha acabado de chegar em casa quando saiu na rua e foi atingido com vários tiros, que atingiram várias partes do corpo.

De acordo com investigadores do Departamento Especializado de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a suspeita é de envolvimento com o tráfico de drogas, apesar da região do fato ser tranquila e quase zona rural.

> Bandidos disparam contra policiais durante patrulhamento em Cariacica

Rafael não tinha passagem pela Polícia Civil. O corpo dele foi encontrado em uma região de mato, perto da rua onde ele morava com a família. Com ele estava um aparelho celular. 

PAI VIU FILHO CAÍDO NA RUA

O pai de Rafael, o gerente de restaurante Paulo das Candeas, de 52 anos, foi à DHPP na manhã deste sábado (12) fazer o procedimento de liberação do corpo no Departamento Médico Legal (DML) de Vitória. Ele conta que estava com o filho cerca de meia hora antes. Os dois haviam ido a Fundão fazer pagamento de contas quando voltaram para casa. O gerente ouviu tiros e não encontrou o filho dentro de casa. Quando foi para a rua, encontrou o filho já desacordado.

“Não cheguei nem entrar dentro de casa. Eu ouvi o barulho, corri pra casa e não achei ele. Fui ver, ele estava na rua caído. É triste, ele estava comigo. Cerca de meia hora depois aconteceu isso. Espero que a polícia elucide o caso”, lamentou.

Paulo contou que o filho usava maconha e cigarro, mas não confirma envolvimento com o tráfico de drogas
Paulo contou que o filho usava maconha e cigarro, mas não confirma envolvimento com o tráfico de drogas
Foto: Carlos Alberto Silva

Paulo contou que o filho usava maconha e também fumava cigarro, mas não tinha informação de envolvimento do filho no tráfico de drogas - já que o Rafael não era muito de falar dentro de casa sobre a vida pessoal.

> Homem é morto ao ser baleado dentro de asilo em Castelo

“Pegou a gente de surpresa, não imaginava que poderia acontecer. A gente não sabe o porquê de ter acontecido isso. A gente vai deixar na mão de Deus. Pode ser mulher, tráfico ou dívida de drogas. Lá é um local tranquilo, de zona rural”, declarou o pai.

O caso será investigado pela Delegacia Especializada de Homicídio e proteção à Pessoa (DHPP) da Serra.

Ver comentários