Notícia

Operação da PM termina com três detidos no Morro do Macaco

Divididos em três frentes, os militares realizavam um patrulhamento de rotina na região quando se depararam com os suspeitos

Drogas apreendidas no Morro do Macaco, em Vitória
Drogas apreendidas no Morro do Macaco, em Vitória
Foto: Divulgação | Polícia Militar

Uma operação da Polícia Militar que aconteceu nesta segunda-feira (28), às 19h, no Morro do Macaco, em Vitória, terminou com três detidos, além de armas e drogas apreendidas. Divididos em três frentes, os militares realizavam um patrulhamento de rotina na região quando se depararam com os suspeitos.

Assustados com a viatura, os dois suspeitos, Carlos Roberto Felismino de Souza Júnior, de 21 anos, e Paulo Ricardo Consolação de Souza, de 19, correram em direção à parte mais alta do morro. Chegando lá, foram surpreendidos por mais uma viatura e, para se esconder, entraram em uma casa da região.

Leia também

Na casa, onde estava Fabiana de Souza Ribeiro, de 33 anos, a polícia encontrou uma pistola calibre 9mm, três carregadores, sendo um com capacidade para 31 munições e dois com capacidade para 17 munições, 63 munições calibre 9mm, uma espingarda calibre 12, três munições calibre 12, 200 pinos de cocaína, uma bucha de maconha, material para embalo de entorpecentes, uma balança de precisão, quatro rádio comunicadores, três bases de rádio comunicador, um porta carregador e um coldre.

Os três suspeitos e o material apreendido na operação foram encaminhados para a Delegacia Regional de Vitória. A ocorrência ainda está em andamento.

RELAÇÃO COM PRIMEIRO DE MAIO

Além das armas e entorpecentes, um carimbo com a marca "baile da CDC" (provavelmente referente ao baile de Cobi de Cima) encontrado na residência, chamou a atenção da polícia. De acordo com o tenente Rezende, responsável pela operação, é possível que os suspeitos tenham relação com o duplo homicídio que aconteceu no último domingo em um Baile do Mandela, no bairro Primeiro de Maio, Vila Velha.

Nesta segunda-feira (28), duas pessoas foram presas e outros dois suspeitos foram identificados pela Polícia Civil acusados de serem os autores do ataque que acabou com a dois mortos e 13 feridos.

Segundo a Polícia Civil, a guerra dos morros em Vitória é apontada como motivação do crime. Um dos suspeitos de cometer o ataque, Haryel Costa Vicente, 20 anos, é suspeito de ser gerente do tráfico no Morro do Macaco.

Já Jamerson Silva Souza, 25, um dos mortos no ataque no baile funk, é apontado como gerente do tráfico e o segundo da hierarquia da facção criminosa que comanda o bairro de Andorinhas.

MATERIAL APREENDIDO

- 01 Pistola Glock calibre 9mm;

- 03 carregadores de pistola Glock, sendo um com capacidade para 31 munições e dois com capacidade para 17 munições;

- 63 munições calibre 9mm;

- 01 Espingarda CBC calibre 12 inoxidável;

- 03 munições calibre 12;

- 200 Pinos de cocaína;

- 01 bucha de maconha;

- Material para embalo de entorpecentes;

- 01 balança de precisão;

- 04 rádio comunicadores;

- 03 bases de rádio comunicador;

- 01 carimbo com a marca "baile da CDC" (Provavelmente referente ao baile de Cobi de Cima);

- 01 porta carregador e 01 coldre de polímero;

DETIDOS

- Carlos Roberto Felismino de Souza Júnior, 21 anos;

- Paulo Ricardo Consolação de Souza, 19 anos;

- Fabiana de Souza Ribeiro, 33 anos;

Ver comentários