Notícia

Pai que estuprava a filha é preso em Cariacica

Segundo o delegado Lorenzo Pazolini, o acusado aproveitou-se da fragilidade da filha, que perdeu a mãe em 2014

DPCA
DPCA
Foto: Fernando Madeira | GZ

Um homem de 40 anos foi preso em Cariacica nesta quarta-feira (23) acusado de abusar sexualmente da própria filha desde que ela tinha 12 anos de idade (atualmente ela tem 14). O delegado Lorenzo Pazolini, responsável pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), informou que o criminoso aproveitou-se da fragilidade da filha, que perdeu a mãe em 2014.

"Os abusos chegaram à prática sexual efetiva. Ele estuprava a menina dentro da própria casa onde eles residiam", informou Pazolini. O crime foi descoberto após a menina chegar à escola em que estudava momentos após um dos abusos. "Ele praticou o abuso sexual e ela foi obrigada a ir para a escola sem sequer tomar banho. Chegando lá, a menina chorou muito e recebeu auxílio de uma colega, que ficou abismada com o depoimento e chorou junto com a jovem", detalhou o delegado.

> Filho de chefe do tráfico no Bairro da Penha é apreendido em morro

As duas decidiram procurar auxílio da professora, que, imediatamente, comunicou a pedagoga da instituição e chamou o Conselho Tutelar de Cariacica. "O órgão trouxe a jovem ao nosso encontro, ela foi conduzida à DPCA e iniciamos a coleta de provas. Com o material, foi feito um exame de DNA, que mostra que ela foi vítima de violência sexual da pior espécie", disse.

Em dois interrogatórios, o criminoso negou as acusações, mesmo diante das provas e do relato da própria filha, dos alunos e professores. Só após os resultados dos exames feitos na menina e que comprovaram os abusos, o pai da menina confessou os abusos. O homem vai responder pelos crimes de estupro de vulnerável e estupro, já que os estupros começaram antes dela completar 14 anos.

Ver comentários