Notícia

Comerciante é morto a tiros em oficina e PM flagra crime na Serra

Duas armas foram apreendidas e dois suspeitos detidos, um deles confessou o crime. A PM ouviu os tiros durante patrulhamento pela Rodovia Serra-Jacaraípe por volta de 10h desta quarta-feira (20)

Ewerton Coura, comerciante assassinado na Serra
Ewerton Coura, comerciante assassinado na Serra
Foto: Reprodução/Instagram

O dono de uma oficina mecânica Ewerton Silveira Coura, de 39 anos, foi morto com nove tiros dentro da loja de auto peças dele localizada na Rodovia Serra - Jacaraípe, no bairro Serra Dourada I, na Serra, às 9h30 desta quarta-feira (20).

A vítima morava no segundo andar do mesmo imóvel onde funcionava a oficina e a loja de peças dele. Além de comerciante, Ewerton era piloto. Ele competia em corridas em barródromos e participou da Fórmula BKR.

Dois homens foram presos, sendo que um deles confessou o crime à polícia e afirmou que teria uma desavença com a vítima. Duas armas foram apreendidas pela PM.

De acordo com informações da PM, durante patrulhamento na Rodovia Serra - Jacaraípe, os policiais passavam de viatura em frente a uma oficina automotiva quando ouviram barulho de disparos.

PRISÕES

Dois homens foram detidos e identificados. Um deles é Davidson Elixandre Silva, de 18 anos, que confessou o crime e está detido por homicídio e por porte ilegal de arma.

Davidson informou à polícia que teria tido uma desavença com o comerciante em um baile funk, no bairro Serra Dourada I. O suspeito tem vários ferimentos pelo corpo, que a PM acredita que tenham ocorrido em uma briga entre os dois.

Já o outro suspeito preso em flagrante, de 34 anos, contou à polícia que estava na oficina como cliente e que revidou aos tiros de Davidson como defesa.

Segundo a polícia, Davidson foi até o local na garupa de uma moto, mas o piloto fugiu assim que a PM chegou ao local.

Em entrevista à TV Gazeta, uma irmã da vítima contou que a família está abalada com a morte do irmão. Ele era o mais novo dos irmãos e deixa uma filha de 5 anos. Ele tinha comércio há 10 anos no local.

“Eu cheguei aqui e me deparei com essa situação. A polícia já estava aqui. Ele era um filho que minha mãe amava demais, era o filho caçula dela. Ela sofreu muito porque trouxeram aqui para ver o corpo dele. Minha mãe, uma mulher de 76 anos que sofre de pressão alta”, relatou a irmã.

AUTUADOS

A Policia Civil informa que Deividson foi autuado em flagrante por homicídio qualificado e foi encaminhado para o Centro de Triagem de Viana.

Já o homem de 34 anos, que estava armado dentro da loja, foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo. Foi estipulado fiança, que foi paga, e ele responderá em liberdade.

Ver comentários