Notícia

Dona de casa é assassinada pelo companheiro em Atílio Vivácqua

O suspeito fugiu, mas confessou o crime para um irmão

Nildilane deixa quatro filhos com idades entre um e nove anos
Nildilane deixa quatro filhos com idades entre um e nove anos
Foto: Reprodução Redes Sociais

Uma dona de casa de 26 anos foi assassinada pelo companheiro, um homem de 52 anos, na madrugada desta quarta-feira (06) na localidade de Flecheiras, zona rural de Atílio Vivácqua, no Sul do Estado. Familiares contaram que o suspeito já havia tentado matá-la em outra ocasião, mas ela não chegou a registrar o fato na polícia. Ele conseguiu fugir com a arma do crime.

O assassinato aconteceu na cama do casal por volta de 1h da madrugada. Nildilane Pereira Luiz nem chegou a ser socorrida. A vítima estava casada há mais de dez anos e o marido já havia tentado o assassinato em outra oportunidade.

“Ele uma vez pegou uma faca e acertou no colchão. Ela foi parar no hospital onde minha mãe estava internada e contou o que havia acontecido. Ela ficou lá e eu fui embora. Tem que ter justiça. Ele tem que ser preso. Isso não é coisa que se faz, se não tem como conviver, separa, tem muitas maneiras da pessoa viver sem precisar fazer isso”, contou uma tia, que preferiu não se identificar.

O corpo da dona de casa foi encaminhado para o Serviço Médico Legal de Cachoeiro de Itapemirim. Nildilane deixa quatro filhos, de idades entre um e nove anos, que estão na casa do avô materno.

> Homem preso em flagrante agredindo esposa em Santa Maria de Jetibá

A Polícia Civil informou que a vítima não chegou a formalizar nenhuma denúncia em relação à violência doméstica/tentativa de homicídio. E que o suspeito fugiu em uma motocicleta até a casa de um irmão, em Flexeiras, onde abandonou a motocicleta e fugiu, não se sabe como. Segundo a polícia, ele confessou o crime para o irmão.

Ainda segundo a Polícia Civil, como já tem autoria confirmada, só falta localizar o suspeito. Quem tiver qualquer notícia sobre o seu paradeiro pode ligar para o Disque denúncia 181 ou na delegacia de Atílio Vivácqua no telefone (28) 35381287.

Ver comentários