Notícia

Adolescente é baleada na cabeça ao sair de festa em Vila Velha

De acordo com a PM, os jovens saíam da festa de um policial que acontecia no salão de festas da Associação de Moradores de Araçás, quando foram surpreendidos pelo criminoso

Local em que uma jovem foi baleada na saída de uma festa em Araçás, Vila Velha
Local em que uma jovem foi baleada na saída de uma festa em Araçás, Vila Velha
Foto: Bernardo Coutinho

Uma adolescente 17 anos, e um jovem, de 20, foram baleados na saída da festa de aniversário de um Policial Militar, na noite deste domingo (17), na Rua Bagdá, no bairro Araçás, em Vila Velha.

De acordo com a Polícia Militar, os jovens saíam da festa do policial que acontecia no salão de festas da Associação de Moradores de Araçás, quando foram surpreendidos por Pedro Henrique Ceccato, de 18 anos, por volta das 21h30. O atirador foi encontrado a poucos metros do local do crime sendo contido pela própria mãe, que o entregou à polícia.

Em depoimento à polícia, ele confessou o crime e disse que o alvo era o rapaz, enquanto a menina foi vítima de bala perdida. Ainda no local, Pedro Henrique contou aos militares que cometeu o crime após encontrar o rapaz de 20 anos na festa, com quem teria uma desavença. Segundo ele, a vítima já teria feito ameaças contra ele.

Leia também

O suspeito foi preso em flagrante e foi levado para a 4ª Delegacia Regional.

DESESPERO

O jovem baleado foi atingido com um tiro na barriga e outro na perna. Já a adolescente de 17 anos levou um tiro na cabeça. Mesmo feridas, as vítimas ainda correram em busca de ajuda. A jovem conseguiu chegar até o início da Rua Bagdá, onde caiu. Ela foi socorrida para o Hospital Antônio Bezerra de Farias e depois transferida para o Hospital São Lucas, em Vitória, onde permanece internada. O estado de saúde dela não foi informado.

Já o outro rapaz ferido, está internado no mesmo hospital para onde a adolescente foi levada inicialmente. Ele correu por cerca de 400 metros e pediu socorro em uma igreja evangélica, que fica na praça do bairro. Era horário de culto e a igreja estava cheia, segundo relatos de testemunhas.

De acordo com a Polícia Civil, Pedro Henrique Ceccato Simões encaminhado ao Centro de Triagem de Viana (CTV).

Ver comentários