Notícia

Após ser preso e solto, criminoso volta a arrombar loja em Vitória

Valdemir Pereira Machado, de 34 anos, foi preso e solto menos de 24 horas depois na semana passada. Nesta terça (26), ele foi preso em flagrante por arrombar outra loja

Valdemir Pereira Machado foi preso novamente após arrombar loja de doces na Reta da Penha
Valdemir Pereira Machado foi preso novamente após arrombar loja de doces na Reta da Penha
Foto: Reprodução/TV Gazeta

Uma semana depois, a história se repete. Na madrugada desta terça-feira (26), por volta das 5 horas, um homem arrombou uma loja na Reta da Penha, em Vitória, e acabou preso. No último dia 20 de março, o mesmo criminoso já havia sido preso após furtar R$ 20 mil em roupas em uma loja na Praia do Canto, mas foi solto menos de 24 horas depois.

Nesta terça (26), a Polícia Militar fazia um patrulhamento de rotina na região do bairro Santa Lúcia, em Vitória, e prendeu Valdemir Pereira Machado em flagrante. Além dele, uma mulher participou do crime e conseguiu fugir com parte do material roubado. A dupla roubou celulares e cerca de mil reais em dinheiro.

De acordo com a polícia, Valdemir utilizava o nome falso de Roberto Nogueira da Silva. Nas outras vezes em que foi preso, o criminoso utilizou o nome de Roberto e teria, além desse, outros nomes fictícios.

 

A gente sabe quem é, teve matéria dele semana passada. São as mesmas pessoas. A gente fica revoltado, triste, porque a gente trabalha e vem uma pessoa que ficou presa menos de 24h e com certa facilidade consegue entrar na loja, fica impune. A gente fica desanimado. O prédio tem portaria, aciona o alarme do prédio além do nosso, mas pelo jeito nada segura esses profissionais do crime. A gente vai ficar com um prejuízo ainda maior dessa vez
Desabafo do dono da loja

Esse é o segundo arrombamento na loja em um intervalo de seis meses. O proprietário afirma que Valdemir é conhecido na região e que comete arrombamentos diariamente, cada dia em uma loja diferente.

Valdemir é alvo de investigações da Divisão de Repressão a Crimes Contra o Patrimônio (DRCCP), uma coletiva para falar sobre o crime cometido nesta terça-feira (26) foi marcada para às 11 horas.

 

Esse cara todo dia está em uma loja diferente, arrombando, destruindo, dando prejuízo. A gente sabe de mais de 10 comerciantes, vizinhos nossos li, que já tiveram a loja arrombada por essa mesma dupla. A polícia não dá conta, e quando pega eles voltam para a rua no outro dia. É um trabalho quase inútil. Amanhã ele estará em outra loja
Proprietário da loja

Roubo na Praia do Canto

Na semana passada, Valdemir Pereira Machado foi solto, em audiência de custódia, menos de 24 horas após ser preso, acusado de arrombar estabelecimentos em Vitória. Na madrugada de terça-feira (19), no bairro Praia do Canto, ele arrombou a porta de uma loja de roupas e furtou cerca R$ 20 mil em peças. Câmeras de videomonitoramento registraram toda a ação.

No mesmo dia, policiais da Delegacia Especializada em Crimes Contra Estabelecimentos Comerciais (DCCEC) localizaram o suspeito, na Curva da Jurema, e o detiveram por volta das 14h. Ele foi autuado em flagrante, mas acabou solto por volta das 12h desta quarta (20), após passar por audiência de custódia.

Na abordagem, realizada na Curva da Jurema, o material furtado não foi encontrado e a polícia acredita que ele tenha trocado em drogas. Com o homem foram apreendidas pedras de crack.

Há também registros de crimes praticados por Valdemir em Jardim da Penha e Jardim Camburi. Em 5 de fevereiro ele foi preso acusado de arrombar e furtar uma loja de chocolates na Avenida Vitória. No dia 20, ele foi preso novamente por invadir um estabelecimento de utensílios de cozinha em Jardim da Penha. Além desses, o suspeito furtou um comércio de produtos naturais em Jardim Camburi.

A Polícia Civil investiga ainda outros crimes pelos quais ele é suspeito: arrombamento em uma loja de revestimento de veículos e venda de motos