Notícia

Caso Jane Cherubim: Jonas Amaral está proibido de deixar o país

Por suspeito ter jogado futebol no exterior, um alerta foi emitido para todos os aeroportos do país

Jonas Amaral, acusado de agredir a namorada Jane Cherubim, em Dores do Rio Preto
Jonas Amaral, acusado de agredir a namorada Jane Cherubim, em Dores do Rio Preto
Foto: Reprodução/Instagram

A Polícia Civil pediu para a delegacia de Imigração da Superintendência da Policia Federal do Espírito Santo travar a saída do vendedor Jonas Amaral, de 34 anos, nos aeroportos de todo país. Ele é o principal suspeito de ter agredido a namorada Jane Cheirubim da Silva de 36 anos na madrugada da última segunda-feira (04) na localidade de Pedra Menina, interior de Dores do Rio Preto, na região do Caparaó.

O delegado Dedier de Carvalho contou que um alerta deve ser emitido para todos os aeroportos do país. "Tendo em vista que o autor jogava futebol em Portugal, então poderia ter essa situação de saída, se for o caso de estar fugindo da aplicação da lei", explicou.

O pai, o irmão e um primo de Jonas devem ser ouvidos na tarde deste sábado (09), além da esposa de um dos irmãos de Jane. Ela estava no carro junto com o pai do autor nas buscas pela vendedora no dia do crime. “Vamos com esse material - os depoimentos - e as investigações que estão em andamento buscar os fundamentos para uma eventual representação de prisão. Temos situações de alteração da cena do crime, que caracteriza fraude processual”, contou.

Jonas é considerado foragido da Justiça desde a última terça-feira (05), mas ainda não há pistas sobre ele. As denúncias sobre o seu paradeiro podem ser feitas no Disque Denúncia 181.

ANGÚSTIA

Além da preocupação com a recuperação de Jane, o irmão da vítima Salvador Cherobin conta que imaginava que o acusado seria detido mais rápido e afirmou não acreditar que ele possa ter tirado a própria vida.

"A gente sabe a luta que vai enfrentar para que ele seja preso e a luta que para que ele seja condenado. Sabemos que ele vai tentar reduzir a pena, usando todos os recursos possíveis. Ele é jovem, com tantas reduções que a lei permite, ele vai sair da cadeia cedo. Para um homem covarde, esse crime compensa. Por isso não acredito que ele tiraria a própria vida, como algumas pessoas dizem. Sem contar que se essa fosse a intenção dele, ele teria jogado o carro da ribanceira, como ameaçou ao fazer terror psicológico com minha irmã", acredita.

Salvador afirma ainda, que acredita que Jonas pensou ter matado Jane. "Ele acreditou que havia matado. As marcas que minha irmã tem no pescoço são de estrangulamento. São marcas que vão do pescoço até a orelha dela. O Jonas fez muita força. A ponto mesmo de quase matá-la", contou.

VÍTIMA FOI OUVIDA 

Jane Cherubim está se recuperando na Casa de Caridade de Carangola
Jane Cherubim está se recuperando na Casa de Caridade de Carangola
Foto: Beatriz Caliman

Jane continua internada no hospital Casa de Caridade, em Carangola, Minas Gerais. Ela foi ouvida nesta sexta-feira (08), mas segundo o advogado dela, Bruno Gaspar, o depoimento precisou ser interrompido e deve continuar na próxima semana. “O depoimento ficou incompleto. Ela tem mais detalhes para passar para a autoridade policial. E por isso eu pedi para refazer o depoimento dela na segunda ou terça-feira”, explicou.

Apesar do quadro de saúde de Jane ser estável ainda não há previsão dela receber alta.

Com informações de Mônica Camolesi e Elis Carvalho

Leia também

 

 

Ver comentários