Notícia

Porta de banheiro destrancada gera briga em bar de Vila Velha

Um homem ficou ferido e precisou ser levado ao Hospital Estadual de Urgência e Emergência de Vila Velha. Ninguém foi preso

Briga deixa feridos em bar de Vila Velha
Briga deixa feridos em bar de Vila Velha
Foto: Reprodução

Uma discussão terminou em pancadaria e deixou feridos em um bar no bairro Cocal, em Vila Velha, na tarde deste domingo (17). Um vídeo feito por um morador da região mostra que, durante a confusão, um homem quebrou cadeiras de plástico golpeando um rapaz enquanto um grupo de pessoas ajudava a bater no mesmo jovem. OS frequentadores do bar tentaram separar a briga e o alvo das agressões precisou ser levado ao hospital de urgência e emergência do município. A Polícia Militar levou quatro homens para a Delegacia Regional de Vila Velha. Eles foram ouvidos e liberados.

Mais de 40 pessoas estavam no bar para comemorar o aniversário do dono do local. Algumas delas conversaram com a reportagem, mas preferiram não se identificar. Elas explicaram que a confusão começou depois que um homem foi ao banheiro e deixou a porta destrancada. Um outro rapaz apareceu querendo entrar e ele avisou que o banheiro estava ocupado. O rapaz que estava do lado de fora não gostou e brigou com ele, dizendo que a porta deveria estar trancada e a briga começou.

> Bandido "Cinderelo" é preso após deixar chinelo para trás em Vila Velha

"Ele deu um murro na porta e eu falei "não faz isso não cara, eu tava no banheiro". Eu saí, e ele ficou querendo vir para cima de mim. Primeiro ele me deu um tapa na cara, mas eu conseguir sair. Ele voltou pra mesa dele e veio com as garrafas, aí meu irmão não se conteve, tentou me ajudar, eu me afastei e os sete caras pegaram meu irmão", explicou o rapaz que estava no banheiro.

Muitas pessoas tentaram conter a briga, mas o padeiro, de 27 anos, que foi agredido, precisou ser levado ao Hospital Estadual de Urgência e Emergência de Vila Velha por ter ferimentos por todo o corpo. Uma mulher foi ferida na cabeça por uma garrafa e falou sobre a situação.

"Eu vi o cara passando com a garrafa, acertou minha cabeça e eu senti o sangue descer. O cara que me deu a garrafada que estava suspendendo as cadeiras e jogando para todos os lados. Tinha muita gente em cima dele. Me deixou muito abalada na hora que eu vi aquele monte de homem dando vários golpes nesse rapaz, principalmente na cabeça. Eu achei que eles iam matar o rapaz que tava caído", contou a mulher.

Na Delegacia Regional de Vila Velha, quatro homens foram ouvidos, mas nenhum registrou ocorrência, então todos foram liberados. O delegado responsável pela regional, Vinícius Landeira, disse que eles conversaram e chegaram a um consenso, mas que o homem ferido tem até seis meses para registrar ocorrência por lesão corporal.

"Em conversa entre eles, depois dos ânimos acalmados, eles decidiram não representar (gerar ocorrência). Uma das vítimas, uma mulher com corte na cabeça, decidiu também não representar e todos foram liberados. Esse rapaz que sofreu agressão tem seis meses para representar pela lesão corporal", afirmou.

Veja o registro de um morador no momento da briga

Com informações de Daniela Carla, da TV Gazeta

Ver comentários