Notícia

Assalto em hospital no ES: funcionário está envolvido, diz polícia

O crime aconteceu na madrugada desta segunda-feira, enquanto muitos pacientes dormiam. A dupla fugiu pela porta da frente.

Pablo Velten de Jesus, funcionário do hospital suspeito de participação no crime
Pablo Velten de Jesus, funcionário do hospital suspeito de participação no crime
Foto: Divulgação | Polícia Civil

A Polícia Civil identificou um dos envolvidos de participação no assalto a funcionários e pacientes de um hospital particular, no Ibes, em Vila Velha. O suspeito é Pablo Velten de Jesus, 32 anos, funcionário do grupo que administra a unidade hospitalar.

O crime aconteceu na madrugada desta segunda-feira.

Leia também

Segundo o delegado Fabiano Rosa, chefe da Divisão de Repressão a Crimes Contra o Patrimônio (DRCCP), o suspeito foi identificado durante as diligências da equipe da Delegacia Especializada de Segurança Patrimonial ao longo da tarde desta segunda-feira. Os policiais chegaram a ir ao endereço do suspeito, mas ele não foi localizado.

Quem tiver informações que possam ajudar a localizar o suspeito ou a identificar o comparsa dele, pode repassar pelo telefone 181 ou pelo site www.disquedenuncia181.es.gov.br.

O VÍDEO

 

 

O CRIME

Dois bandidos armados invadiram o Hospital São Luiz, localizado em frente à pracinha do Ibes, em Vila Velha, na madrugada desta segunda-feira (15). A dupla entrou pela porta da frente e um dos criminosos  vestia o uniforme do hospital. O crime aconteceu por volta das 3 horas, quando muitos pacientes dormiam. 

Bandidos invadiram hospital São Luiz e renderam pacientes e funcionários
Bandidos invadiram hospital São Luiz e renderam pacientes e funcionários
Foto: Reprodução/TV Gazeta

O bandido uniformizado teria ficado na recepção, onde rendeu os funcionários, enquanto o comparsa - que utilizava roupa preta e capuz, foi até o segundo andar do hospital, onde funciona a ala psiquiátrica, e anunciou o assalto. O bandido entrou de quarto em quarto, rendeu pacientes e funcionários, e saiu com cerca de 10 celulares das vítimas. A dupla fugiu pela porta da frente.

De acordo com os funcionários, não há segurança dentro do hospital. A Polícia Civil esteve no hospital na manhã desta segunda-feira (15) para coletar informações.

Uniforme roubado

Ainda de acordo com os funcionários, há dois meses, dois uniformes foram furtados dentro do hospital.  O caso foi comunicado à direção do hospital, e uma investigação foi iniciada. No entanto, ainda não se sabe se o roubo dos uniformes tem relação com o crime ocorrido na madrugada desta segunda-feira.

Ver comentários