Notícia

Mecânico é sequestrado e ferido com tiro pescoço

Um grupo de cinco amigos foi rendido por dois bandidos armados na manhã desta segunda-feira (29) em Argolas, Vila Velha. Uma das vítimas foi sequestrada e levou um tiro

Motoboy fala como amigo mecânico foi sequestrado e baleado em Vila Velha
Motoboy fala como amigo mecânico foi sequestrado e baleado em Vila Velha
Foto: Bernardo Coutinho | GZ

Um mecânico de 30 anos foi atingido com um tiro no pescoço após ter sido sequestrado por dois bandidos armados ao passar em seu carro debaixo do viaduto de Argolas, em Vila Velha, às 5h25 desta segunda-feira (29). Ele foi abandonado no bairro Alvorada, no mesmo município, e está internado em um hospital da Grande Vitória. Os bandidos fugiram levando o Citroen C4 Pallas da vítima.

Na noite de domingo (28), o mecânico de motocicletas, a mulher dele, além de outros três amigos foram a um aniversário no bairro São Torquato. Por volta das 5h, todos saíram do local no C4 Pallas prata da vítima com destino ao bairro Vila Garrido. A vítima era o motorista. A mulher dele estava no banco do carona. 

No banco de trás estavam um motoboy de 19 anos e a namorada dele, uma adolescente de 17 anos, e outro amigo. "Meu amigo reduziu a velocidade para passar por um quebra-molas debaixo do viaduto. Nessa hora, dois caras que estavam escondidos apareceram com uma pistola. Um deles apontou a arma na nossa direção e mandou a gente descer", disse o motoboy. Ele não será identificado por questões de segurança.

Leia também

Segundo as vítimas, o bandido que estava armado ordenou que o mecânico permanecesse no banco do motorista. O criminoso que estava desarmado roubou o celular de um dos passageiros. "O ladrão que estava armado sentou no banco do carona. Como eu aparentava estar tranquilo, o comparsa dele se assustou comigo e os dois mandaram eu levantar a camisa. Obedeci, mas não levaram nada além do celular do rapaz que estava com a gente", explicou o motoboy.

Logo após a abordagem os bandidos obrigaram o mecânico a guiar o carro. Assim que o veículo partiu, os amigos acionaram a Polícia Militar. "Um grupo de amigos nossos que estava com a gente no aniversário passou pelo carro, mas ninguém suspeitou de nada. Eles estavam em motos e acharam que era a gente voltando para casa. Eles falaram que tentaram nos seguir, mas perderam o carro de vista", disse o rapaz de 19 anos.

De acordo com o motoboy, cerca de uma hora depois, os policiais entraram em contato informando que o mecânico havia abordado uma viatura da PM pedindo ajuda. Os militares levaram a vítima para o Hospital Evangélico, no mesmo município. Em seguida, ele foi transferido em uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para um hospital da Grande Vitória. A mulher dele informou que o quadro de saúde dele é estável. Por motivos de segurança, ela pediu que o nome do hospital onde o marido está internado não fosse divulgado.

Investigadores do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) foram ao hospital, mas o jovem não prestou depoimento devido ao seu estado de saúde. Os amigos do mecânico não souberam informar se a vítima teria reagido durante a abordagem. 

"Ele é um cara muito tranquilo e não tem nada contra ninguém. O bandido armado estava muito nervoso. A gente não sabe o que pode ter acontecido no calor do momento. Acredito que jogaram ele para fora do carro e atiraram. Graças a Deus, meu amigo está se recuperando bem", disse o motoboy.

> Leia mais matérias de Polícia

 

 

Ver comentários