Notícia

PM e agente penitenciário ficam feridos em troca de tiros em Vila Velha

Tudo começou após uma colisão entre um carro e uma moto

Caso é investigado pela DHPP
Caso é investigado pela DHPP
Foto: Carlos Alberto Silva - 01/10/2018

Um policial militar e um agente penitenciário ficaram feridos depois de uma confusão na Avenida Águia Branca, em Vale Encantado, Vila Velha, neste domingo (14). Segundo informações apuradas no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a atitude dos dois, que realizaram disparos, foi em legítima defesa. O PM e o agente não foram autuados, por isso os nomes dos envolvidos não serão divulgados. O caso seguirá sob investigação.

Dois soldados da PM estavam em um bar quando resolveram sair para comer e comemorar o aniversário da noiva de um deles. Eles estavam em carros separados e, quando passavam pela Avenida Águia Branca, um motociclista bateu na traseira de um dos carros.

 

> Policial militar reage a assalto e mata homem em Cariacica

O soldado que dirigia o carro atingido desceu do veículo para saber o que tinha acontecido, viu o motociclista caído e, segundo ele, visivelmente embriagado. O outro soldado da PM também parou o carro e, ao ver que algumas pessoas se reuniram em volta do acidente, foi apaziguar a situação.

Neste momento, enquanto acontecia uma discussão, um agente penitenciário, que mora perto de onde tudo aconteceu, escutou a situação, pegou a carteira funcional e saiu em direção ao local da colisão.

Quando estava chegando no local do acidente, o agente ia pegar a carteira funcional, que estava na cintura, mas um dos soldados achou que ele fosse sacar uma arma e, tentando impedir a ação, tentou efetuar um disparo, mas a arma falhou.

> Jovem morre após ser baleado por policial à paisana em Vila Velha

O agente, vendo a situação, disparou na direção do soldado e o feriu de raspão na barriga. Depois disso, o PM disparou cinco vezes contra o agente, que também foi atingido na barriga e saiu do local.

A esposa do PM ferido foi quem o socorreu e o levou até o Hospital Santa Mônica, em Coqueiral de Itaparica. Já o agente foi para o Pronto Atendimento da Glória, de onde foi encaminhado ao Hospital Antônio Bezerra de Farias, e segue internado.

Os dois policiais prestaram depoimento da DHPP de Vila Velha e a polícia constatou que todos agiram em legítima defesa. Não houve autuação, mas de acordo com o delegado responsável, o caso seguirá sob investigação. Não há informações sobre o motociclista que bateu na traseira do carro de um dos militares.

Com informações de Mayra Bandeira

Ver comentários